Segunda-feira, 30.09.13

Imaginação a trabalhar... corpo a descansar!

!

Este post não se pode classificar como reportagem de viagem, coisa que, como disse no anterior, não sou muito fã. Quando o faço fico com a sensação que me estou a exibir perante os que me lêem e daí o eu virar-me mais para o que aprecio nos ambientes por que passo...
No nosso passeio pelo "pier" de Santa Bárbara deparei-me com a fotografia que passo a descrever (e que publico no fim), para mais facilmente compreenderem o título deste post.

Estendida na areia, uma manta cor de vinho presa por calhaus e conchas colhidos na praia. No centro desta uma caixa de cartão quadrada no meio da qual foi aberto um buraco. À roda desse buraco fora feitas linhas concêntricas tal como num alvo destinado a ver a perícia do atirador. Depois, em dois bocados de cartão o seguinte incentivo a quem passava: "TRY THE BULL EYE" o que para nós corresponde a " TENTE ACERTAR NO BURACO" ! E não é mesmo que as pessoas paravam e tentavam !? E não tentavam apenas com uma mas com várias moedas e então se havia miúdos as tentativas eram mesmo muitas!
Certo é que aqui as moedas são só de cêntimos de dólar, mas muitos poucos fazem muito e a manta e a caixa já exibiam algumas... dentro do buraco não sei, Aliás até convinha que nele não se acertasse para haver mais tentativas!







O criativo, esse devia estar ali por perto, de perna estendida ao Sol contemplando o Pacífico e aproveitando ainda o longo verão destas paragens, deixando a imaginação trabalhar para ele!

Portentosa imaginação!


Outros pormenores:




E lá estava um a tentar!

publicado por naterradosplatanos às 03:08 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Sábado, 28.09.13

Ao longo do "Big Sur..."

Não tenho grande jeito para fazer reportagem de viagens tipo vi isto vi aquilo. Gosto mais de falar do ambiente e do que me surpreende...

A rota entre SF e LA foi feita pela estrada que se designa de Califórnia 1, mais conhecida por "Big Sur". É uma estrada sinuosa a bordar o mar correndo a maior parte das vezes no cimo da arriba.Como tal as praias não são muitas exceptuando a famosa Santa Bárbara da Califórnia (dado o número de gente ligada ao cinema que lá tem casa) e pouco mais. O ambiente é muito simpático, não há casa altas, mas tudo térreo com um sabor muito espanhol! Não há lojas na rua que corre junto à praia, nem cafés nem restaurantes, mas apenas um extenso relvado bordado de palmeiras. Como em muitas cidades com mar, à maneira de Inglaterra tem um "píer"e é lá que as diversões, restaurantes e lojas se encontram...

Aqui vão algumas fotografias de Santa Bárbara e depois do "Big Sur"








Agora o "BigSur"






publicado por naterradosplatanos às 05:12 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Sexta-feira, 27.09.13

Insólito à primeira vista

Uma coisa que nunca nos pode faltar é o jornal, a não ser que estejamos num sítio onde não exista um jornal em língua entendida por nós, espanhol, francês ou inglês. Se possível um próprio da cidade em que estamos para saber o que por lá se passa... Assim sendo em SF compramos o "San Francisco Cronicle" e nele li uma notícia que me deixou pelo menos intrigada. Resumindo: um grupo de pessoas resolveu associar-se para por em marcha um programa de rentabilização do seu automóvel e de proteção ao ambiente da cidade. A coisa funciona assim: esse grupo de associados que todos os dias usam o automóvel estão, graças às novas tecnologias, sempre contactáveis numa central virtual que os localiza (GPS) e que a qualquer momento lhes pode dizer: "em tal sítio há alguém que quer ir para as bandas para onde V. vai, está disponível? "
E como vai o "freguês" saber qual o carro que o levará ao destino já que a marca e a cor pode ser qualquer uma?
Simplesmente adornando o carro com um enorme bigode, sim enorme bigode cor de rosa!
Quando li a notícia duvidei do meu inglês e mesmo à segunda ainda fiquei na dúvida... mas logo no dia seguinte tirei está fotografia



E no outro está



Não explicava como se fazia o pagamento, talvez por ajuste direto, só dizia que os taxistas estavam em polvorosa já que viam esses cidadãos bem intencionados serem uma ameaça para negócio...
publicado por naterradosplatanos às 14:37 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Quarta-feira, 25.09.13

San Francisco, CA

S. F. não é uma cidade americana típica! Tem poucos arranha-céus e os edifícios baixos têm um aspecto europeu. S. F. foi crescendo da baía para as montanhas que a rodeiam. Digo montanhas por que de colinas não têm nada! As ruas sobem e descem como uma montanha russa e as que assim o não são, e são poucas, são planas. Aqui não há meio termo!
Estivemos aqui há cinco anos mas entretanto já me tinha esquecido de alguns aspectos. Tinha esquecido que é suja, mesmo bastante, tinha esquecido que têm uma população indigente enorme! Talvez devesse dizer, mais indigente do que noutras cidades que conheço. Muito diferentes dos que vi em Chicago e por isso não digo pobres, mas indigentes. Indigentes que há anos não devem saber o que é uma banho nem uma refeição digna desse nome! O jornal da cidade "San Francisco Chronicle" dizia que está em marcha um ambicioso programa para fazer face a está chaga social, entretanto tenta proibi-los de frequentarem a Market Street e outros lugares onde são frequentes os turistas!
Ana, era já assim quando aqui passaste um ano?

Dizia eu que mais parece uma cidade europeia, quiçá uma cidade inglesa se esquecermos o sol e o céu azul que contrasta com o céu cinzento das que lhe deram o estilo vitoriano de ruas inteirinhas tal como lhes mostro a seguir...




Estilo vitoriano por todo o lado...














Se o Cristo Rei estivesse do lado de lá pensaríamos que estávamos em Lisboa...

publicado por naterradosplatanos às 04:21 | link do post | comentar | ver comentários (5)
Terça-feira, 24.09.13

De Salinas a Palo Alto

Há uns tempos atrás andei a reler dois livros do John Steinbeck, "As Vinhas da Ira" e "Viajando na América com Charley" e daí ter ficado com vontade de passar nalguns sítios por ele reatados. Como estamos a descer a costa do Pacífico parando em São Francisco não quis deixar de ir a Salinas onde nasceu o Prémio Nobel da Literatura de 1960.

Daqui lá são 128 milhas, qualquer coisa como aproximadamente 200km, muito, mas que deu para outras observações.
Ao contrário do norte aqui a influência dos espanhóis, primeiro como senhores da Califórnia e depois como habitantes efetivos nota-se bem no nome das cidades e assim aqui os santos tiveram a primazia: San Mateo, San José , San Bruno, San Carlos, Santa Clara, Santa Rosa...
Depois foi ver o vale de Salinas, que por graça é designado por "salad bowl" isto porque lá se produz quase a totalidade das alfaces comidas nos EUA! São quilómetros plantados destas, de alcachofras, de couve, de morangos... Campos traçados a régua e esquadro em que uma folha não se destaca da outra, parecendo um campo de relva acabado de cortar...

Mas voltando a Salinas.
O museu faz parte do Nacional Steinbeck Center e nele está em permanência uma exposição dedicada à sua obra com referências individualizadas aos seus principais livros, além de como é natural uma muito bem organizada mostra de momentos da sua vida. Além disto tem lá a autocaravana que mandou construir de propósito para dar a volta à América, volta essa que deu origem à " Viagem na América com Charley". Lá está também o seu automóvel, os passaportes que teve ao longo da sua vida, já que percorreu a Europa, incluindo a Rússia e na Ásia o Vietnam!








Mas como também sou, apesar de tudo, uma admiradora de Steves Job, não quis também deixar de entrar em Palo Alto (Silicone Valey) onde nasceu toda esta possibilidade que estou agora a ter, isto é, a poder continuar a escrever o meu blog e a estar à distância de um click dos meus "queridos todos", mesmo tendo o Atlântico pelo meio!
publicado por naterradosplatanos às 13:42 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Segunda-feira, 23.09.13

Fort Bragg... mais uma surpresa!

Fort Bragg... mais uma surpresa!

Nas cidades americanas pequenas ou muito pequenas a vida faz-se ao longo da "Main Street, desta partem as ruas perpendiculares que por sua vez cortam, no caso de existirem, outras paralelas à "Main" e aí está o tabuleiro de xadrez!







Estas cidades não têm história no sentido que nós a entendemos, não tiveram guerras, apenas algumas escaramuças com os índios, logo não tiveram generais de renome. Também não tinham santos, dado que a maioria era protestante... Logo o mais fácil era numera-las e assim nós temos a 1th Street, 2nd...e por aí acima! No caso de Fort Bragg que, foi em tempos, importante no comércio da madeira já que se situa na Redwood Forest,aparecem também ruas com nome de árvores, Chestnut Street, Laurel St, Cyprest St e por aí fora... Ou então nomes ligados ao mar, como Pacific St, Bay View...

Mas surpresas das surpresas foi vermos isto:





A igreja e o centro social estavam fechados, mas na porta ainda estava o programa das festas da semana anterior:

Missa
Jantar de peixe e Baile
Jantar, Baile e Coroação das Rainhas
Procissão,Missa...

Reservas para José Ornelas seguido de um nº de telefone...



Fiquei com pena de só termos ficado um dia senão garanto-lhes que iria investigar que conterrâneos eram estes que acentaram arrais na costa do Pacífico.
Se a porta estivesse aberta ainda teria entrado mas infelizmente não estava e não vi ninguém nas redondezas a quem me dirigir.

Estas são surpresas que dão mais sabor às viagens...
publicado por naterradosplatanos às 02:03 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Sábado, 21.09.13

A Praia D. Ana (Algarve) e Glass Beach (Califórnia)...

Que têm a ver uma com a outra? Simplesmente as duas constavam de uma lista das 10 praias que era imprescindível visitar! Ora como o nosso plano incluía descer a Califórnia pela costa a Glass Beach estava no caminho... Que tem está praia de especial? Não é isto que, embora bonito, o Algarve também tem. Mas isto!

publicado por naterradosplatanos às 02:34 | link do post | comentar | ver comentários (6)
Sexta-feira, 20.09.13

Ainda as sequoias...

Hoje passeando em Fort Brag, de que falarei noutro post, deparamos-nos com este monumento às sequoias.
Não sei se as fotografias da informação ficarão muito legíveis, mas tentem lê-las. Resumo aqui algumas:
- a idade estimada é de 1753 anos
- diâmetro junto ao solo 4,12 m
- altura 61 metros
... continuem a ler o resto da informação.



Pressupões que germinou de uma muito pequena semente no ano 190 da nossa era.
Como disse acima quando foi cortada(1943) tinha 1753 anos, como tal assistiu de pé a acontecimentos que deram diferentes rumos à história da Humanidade, vejamos:



- no ano 800 "assistiu à coroação de Carlos Magno
- no de 1215 "assistiu à assinatura da Magna Carta
- no de 1492 "assistiu"ao Colombo descobrir a América
- no de 1592 " viu", e está é a palavra certa, chegar Cabrillo aqui à Califórnia
- no de 1776 assistiu à proclamação da independência da América.
.......
Em 1943 foi cortada!

É realmente um verdadeiro monumento!



p.s. a serra que vêem foi a que a cortou e segundo o que lá está escrito demorou 60horas de trabalho que foi feito gratuitamente


publicado por naterradosplatanos às 23:21 | link do post | comentar

Atravessando a Redwood Forest...



A primeira vez que ouvi falar de sequoias estava eu nos bancos da escola, e claro que nessa altura nunca me passou pela cabeça que alguma vez pudesse abraçar alguma... Na realidade é a segunda vez que o faço.
Como todos sabem as sequoias são árvores que chegam a atingir mais de 100m de altura e o seu tronco tem um perímetro que nenhuma outra atinge... e durarem para lá de mil anos!
Uma estrada que designam por "Scenic Passway" atravessa-a durante umas 25 milhas com sítios onde o Sol dificilmente penetra já que as copas se tocam bem lá em cima.
Estas secoias aqui são designadas por "redwood trees" porque a sua madeira é verdadeiramente vermelha.

Lembra- me também de uma fotografia que vinha no livro de Geografia do 6º ou 7ºano em que um carro passava por um túnel cavado numa. Hoje eu tirei uma numa situação semelhante , mas não quero crer que seja a mesma!

As fotografias que se seguem não são de grande qualidade devido às muitas sombras e eu tirá-las sempre em automático.






Aqui está uma fotografia parecida à tal de que falei...

publicado por naterradosplatanos às 14:47 | link do post | comentar | ver comentários (6)
Quinta-feira, 19.09.13

Crater Lake um lago cor de safira...

Viemos aqui por recomendação dos nossos filhos que estiveram cá exactamente há seis anos quando se casaram.
Crater Lake é tão real quanto o que vêem nas fotografias. Não há mais nada a acrescentar a esta pura beleza!





publicado por naterradosplatanos às 16:07 | link do post | comentar | ver comentários (8)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Setembro 2013

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
22
26
29

posts recentes

últ. comentários

  • Uma ideia óptima, de facto. Já perdi a conta às ve...
  • Eu gosto imenso dessas esplanadas. Trazem-me, semp...
  • Mundo estranho, o nosso
  • Com as teorias que andam por aí sobre o género, um...
  • No passado, estas esplanadas parisienses, algumas ...
  • gostei e ainda mais que também apreciasbjs continu...
  • My pleasure!! E que fotos bonitas de Estrasburgo.....
  • Fez anos? Parabéns atrasados...Mas verdadeiros!
  • É mesmo abençoada Dalma! Porque o melhor que a vid...
  • Relembrar com a mesma pessoa ao fim de tantos anos...

Posts mais comentados

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO