Quarta-feira, 31.12.14

Porquê?

Porque festejar a entrada de um ano que não sabemos o que nos vai trazer?!

Na minha racionalidade, cada vez mais apurada, acho um absurdo festejar a entrada de algo desconhecido que embora nos possa trazer coisas boas, eventualmente poder-nos-á  trazer muitas que nos façam sofrer profundamente...

Fazer votos de um Feliz Ano, sim, é simpático, é um desejo expresso com amizade, um voto, mas apenas isso!

Como se deduz do que a cima escrevi não festejarei a entrada no Novo Ano, ficarei de babysitter aos meus netos mais pequenos e esses, às 12 badaladas dormirão profundamente ali ao lado! Os meus outros filhos telefonarão.

 

Eu e a companhia da minha vida falaremos pelo telefone e eu dir-lhe-ei AUGURI!

 

p.s. Esclarecimento: não, não acho mal que as pessoas se divirtam eu  é que sou uma "cinzentona" e reconheço-o!

Divertir-se faz-lhes bem à alma e sobretudo dá trabalho a muita gente. E trabalho para todos é o melhor voto para 2015.

publicado por naterradosplatanos às 12:45 | link do post | comentar | ver comentários (7)
Terça-feira, 30.12.14

Seguindo um conselho...

O início do ano é sempre um momento de intenções, no nosso caso essas intenções foram seriamente despoletadas, mesmo antes de ele começar, por esta fotografia que tirei!

Ora vejam...    

image.jpg

"Aventura antes da demência "  

image.jpg

 

 

Tomando o conselho daqueles ingleses como muito útil, fizemos logo ali o nosso plano de viagens para 2015, assim nós e todos os que nos são queridos tenham saúde e não precisem de nós.

Agora só temos que esperar por Abril!

publicado por naterradosplatanos às 10:38 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 28.12.14

Lareiras como esta têm os dias contados... pelo menos em França

Quando há três semanas estivemos em Paris, com grande espanto meu, li no jornal Le Parisien Aqui que a partir do próximo 1 de Janeiro, as lareiras como as desta fotografia

image.jpg

serão proibidas no Departamento de Ile-de-France onde se inclui a cidade de Paris e áreas envolventes... posteriormente em toda a França!

A solução permitida é a de lareiras fechadas o que é duramente contestado pelo preço e no caso dos mais românticos por não poderem ouvir o crepitar da madeira!

Como vão ser fiscalizadas? Não diziam!

publicado por naterradosplatanos às 19:02 | link do post | comentar | ver comentários (6)
Domingo, 21.12.14

Cabazes de Natal...

Há uns anos para cá, tal como decidi tornar o Natal uma festa móvel (antes ou depois do dia à séculos instituído) também decidi que os presentes dados aos meus filhos têm de ser consumíveis!

Numa época de excessos e felizmente sem precisarem de nada, resolvi institucionalizar o Cabaz de Natal. O meu cabaz só contém produtos alentejanos que são muitos e bons.

Mas dirão, então onde está a surpresa? A surpresa está precisamente no invólucro sempre feito por mim.

 

Natal 2014

image.jpg

 

Natal 2013

image.jpg

 

Natal 2012

image.jpg

 

Natal 2011

image.jpg

p> ... outros que não consegui recuperar a fotografia

publicado por naterradosplatanos às 20:23 | link do post | comentar | ver comentários (5)
Sexta-feira, 19.12.14

Tempo de Natal...

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 11:56 | link do post | comentar | ver comentários (5)
Segunda-feira, 15.12.14

Quando ainda acreditava no Menino Jesus...

A montra ficava no caminho da escola e era tempo de Natal!

Não sei que idade teríamos mas o que aqui importa era a fascinação que uma enorme boneca exercia sobre nós! Teria uns 60cm, tinha cabelo loiro, umas pernas muito direitas, estava vestida de cetim e num pequeno cartaz dizia que andava e dizia mamã... papá... mamã...papá!

Como não ficarmos fascinadas? Certo e sabido que pelo menos quatro vezes ao dia parávamos para a admirar...

Porém um dia, já bem próximo do Natal a desilusão, a boneca já não estava na montra!

Entretanto as férias chegaram, a árvore enfeitou-se, os sapatos poliram-se e a madrugada do dia seguinte chegou...

 

Debaixo da árvore de Natal estava a boneca que andava e dizia mamã...papá!

 

image.jpg

Não era esta, nessa altura não se tiravam fotografias como hoje, mas encontrei esta bastante parecida, no lugar do costume.

publicado por naterradosplatanos às 18:16 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Sábado, 13.12.14

Quando o Natal era mágico...

 Muitos sabem que não aprecio a época natalícia, mas claro que não foi sempre assim!

Os meus natais mágicos foram mesmo aqueles em que eu e os meus irmãos acreditávamos.

Quando já tinha filhos e estes na idade de acreditar, os natais eram passados na casa dos meus pais e aí era a minha mãe que conduzia toda a fantasia e tal era a fantasia que duvido que nessa noite eles pensassem no pai ou na mãe!

Voltemos aos natais mágicos (os meus).

image.jpg

 O pinheiro era mesmo um pinheiro dos portugueses, com ramadas mais ou menos desajeitadas, nele se colocavam frágeis balões rendilhados que a minha tia, universitária em Lisboa, nos trazia. As velas eram a sério, quero dizer, de cera, minúsculas em pequenos castiçais que se prendiam por uma mola e que só se acendiam na Noite.

 

Outro momento importante era o de engraxar as botas e depois alinhá-las debaixo do pinheiro, momento ás vezes controverso pois cada um de nós disputava o "melhor lugar" para a sua, não fosse o Menino Jesus não a ver!

No dia seguinte bem cedo e indiferentes ao frio da sala lá encontrávamos no sapatinho o presente que, a maior parte das vezes, nem tínhamos sonhado!

As duas meninas tinham conjuntos de panelinhas que brilhavam que nem prata servicinhos de chá em porcelana ou minúsculas mobílias de madeira. Os dois rapazes  carrinhos ou os aviões que então eram de lata. Houve bonecos e bonecas, caminhas e berços... sombrinhas de chocolate, bombons embrulhados em pratas coloridas...

Um dia, com imensa surpresa, misturada com tristeza profunda descobrimos que o "menino Jesus" não existia!

publicado por naterradosplatanos às 20:26 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Sexta-feira, 12.12.14

No Areeiro...

Com nada para dizer ou mostrar além dos gigantescos chuchus que cresceram selvagens no espaço da horta, atualmente mais ou menos desativada...

image.jpg,

image.jpg

tags:
publicado por naterradosplatanos às 07:47 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Quarta-feira, 10.12.14

Paris c'est fini...

Sei que podem encontrá-las todas no Google/imagens e não é pois para as mostrar que as público!

Não é meu estilo dizer estive aqui ou ali, fui além e acolá! Daí o estilo do meu blog, onde só a propósito do inusitado ou incomum vêm algumas fotografias dos sítios por onde vou passando e com isso se relacionam.

Porém hoje vou deixar algumas aqui arquivadas para se um dia quiser facilmente as encontrar ou mesmo um dia os meus netos saberem por onde os avós foram festejando algumas datas...

 

image.jpg

 

 

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 14:53 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Terça-feira, 09.12.14

Gerações de românticos...

Há uns tempos a trás li um notícia que dizia que uma das pontes sobre o Rio Sena estava em risco de ruir pelo peso dos cadeados que os os românticos e não românticos, ao longo de muitos anos, ali deixaram e vão deixando.

  

Realmente deve ali haver muitas e muitas toneladas de promessas de amor eterno, desejos de ali voltar ou somente o desejo de assinalar a sua passagem!

Os cadeados são já correntes, já que faltando o espaço se vão enganchando uns nos outros e a espessura é considerável. Os tamanhos, esses, vão dos minúsculos que qualquer clip conseguirá abrir, até aos enormes e mesmo aos que modernamente têm segredo.

Uns têm simples datas, noutros foram-lhe acrescentados nomes, noutros ainda foram-lhe mesmo gravados corações! As chaves, essas, segundo a tradição, devem ter sido deitadas ao Sena...

 

Pus-me a pensar quantos dos que ali deixaram assinalada a sua passagem terão regressado, quantos terão quebrado a jura de amor e ainda naqueles que fisicamente ali jamais poderão voltar...

 

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 10:12 | link do post | comentar | ver comentários (5)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Dezembro 2014

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
16
17
18
20
22
23
24
25
26
27
29

posts recentes

últ. comentários

  • Lena, consegui sete sementes das bagas que trouxe....
  • Quem suspeitaria que esta beleza de arbusto era or...
  • Também tenho o privilégio de receber postais do gé...
  • Tenho visto esporadicamente a Volta na televisão q...
  • É um desperdício essa piscina tão convidativa não ...
  • É melhor ir comprar um determinado antimosquitos à...
  • Ó Lena, tens toda a razão!
  • Não será "ir fazer a barba a Cacilhas"? A mim mais...
  • Ficamos felizes quando as criancas se divertem mes...
  • Grande "bomba", afilhada! Gostei de ver. Continuaç...

Posts mais comentados

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO