Segunda-feira, 29.06.15

Na leitaria domingo de manhã...

Nada à volta estava aberto, porque era domingo e porque eram pouco mais das 9 horas da manhã.

A leitaria é ao subir da rua, dentro é estreita: espaço para o balcão e para umas 4 mesas cada uma com quatro cadeiras alinhadas ao longo da outra parede.

Nesta manhã numa das mesas, para a qual foi arrastada uma outra cadeira, sentavam-se as únicas senhoras que então ali estavam. Todas elas deviam rondar os 80 mas ainda com um ar bastante saudável, pesem as maleitas que a conversa entre elas denunciava: eu só tomo remédio para a "atenção" diz uma, ao que outra acrescenta, eu além disso também tomo para o colesterol!

 

Do lado de lá do balcão a possível dona que é bem mais nova, diz que o problema dela é as duas tensões "estarem juntas", da mesa ouve-se em jeito de comentário: "isso é muito grave"!

A conversa continua em forma de disputa de quem mais comprimidos toma, mais do que na qualidade das doenças já que estas oscilavam entre as dores nos ossos, o colesterol e a dita "atenção"!

 

A minha bica tinha entretanto arrefecido como que por castigo de ter escutado as conversas alheias!

publicado por naterradosplatanos às 13:10 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 28.06.15

Os patinhos fizeram-se convidados...

Fazer a festa de anos de uma criança em formato pic-nic é uma brilhante ideia. Há espaço, não há nada que se parta, a relva evita que se esfolem os joelhos e os pais só têm que os ter debaixo de olho.

 

Foi assim ontem com a festa dos 7 anos do H. O lugar do pic-nic não podia ser melhor - Jardim da Gulbenkian - sombras, relva... logo frescura.

Vieram as mantas e tudo o que pertence a um pic-nic, estavam os avós (todos), os tios e os primos, e claro, as bolas vieram também...e como o lago estava logo ali, e para encanto dos mais pequenos os patinhos fizeram-se convidados!

 

Ora vejam...

 

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 21:56 | link do post | comentar | ver comentários (5)
Quinta-feira, 25.06.15

Horas, minutos, segundos...

image.jpg

Quantas horas, minutos e segundos este relógio não terá marcado desde que eu me lembro dele na saleta da vovó! Estava à direita, na parece da entrada e aí sempre esteve até que, quando vim para o Areeiro a vovó mo ofereceu! Penso que a minha filha ainda se deve lembrar dele na casa da sua bisavó.

 

Quando eu era pequena, para mim havia sempre uma qualquer magia quando a minha avó lhe ia dar corda e acertá-lo, já que na altura se atrasava uns minutitos.

O trre-trre da chave, o tlim -tlim das horas a serem acertadas e o por do pêndulo a andar, era assim qualquer coisa muito interessante para os miúdos que éramos então.

 

Lembro-me também de o meu pai ter comprado um que, com caixa bem mais moderna, tocava a avé-maria e a música de um carrilhão qualquer de que eu já não lembro.

 

Lembro-me também da fascinação que o relógio de cuco, que compramos aqui para nossa casa, exerceu sobre o meu filho A. na altura com uns oito anos como recordei aqui

 

 Hoje já não há relógios desses nas casa de agora ou mesmo que os haja já não são mecânicos e como digitais que são, já não fazem tic -tac, tic-tac...

publicado por naterradosplatanos às 13:28 | link do post | comentar | ver comentários (7)
Terça-feira, 23.06.15

Pick up...

 

No pomar do Areeiro durante o ano há quase sempre qualquer fruta para depenicar: laranjas há-as de Novembro até Agosto ou mais, no Inverno há também romãs e dióspiros, em Junho cerejas (se os melros deixarem!), em Setembro figos e este ano também já vai haver uvas, se bem que ainda poucas, depois maracujás, lá para Novembro kiwis...

 

 Agora é o tempo das "blackberries" que a fotografia mostra.

 

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 14:02 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Domingo, 21.06.15

Detesto areia...

A praia é linda, selvagem com as dunas que se foram reconstituindo depois de há anos irradicarem uma série de casas 2ª habitação.

O mar, a maior parte das vezes não é manso e talvez por isso só muito no pico do verão o areal se enche de chapéus de sol, sempre trazidos pelos veraneantes juntamente com o farnel.

 

Não é pois uma praia chique, mas tem um barzinho muito confortável de onde eu posso ver o mar e a areia limpa... sem eu sujar os pés!!

 

image.jpg

image.jpgJ

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 13:47 | link do post | comentar | ver comentários (10)
Quinta-feira, 18.06.15

O Areeiro em Azul...

O jardim esteve 10 dias "à solta", as ervas daninhas aproveitaram a oportunidade e preencheram os espaços vazios, mas em contrapartida tudo o que era azul resolveu florir e fazer-me uma surpresa!

Aqui está ela...

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 21:17 | link do post | comentar | ver comentários (9)
Domingo, 14.06.15

Um dia feliz para o Siamak...

aqui falei dele, do meu professor de conversação em Montreal e com o qual continuo a trocar emails.

Hoje recebi notícias dele e de como no dia antes da partida para uma semana de férias em Roma teve que voar em direção oposta, para Toronto!

Se lerem o "aqui" em cima ficam a saber alguma coisa sobre ele e sobre o seu percurso, saído do Irão já médico psiquiatra.

Estando agora em Londres num árduo processo de equivalências e já tendo perdido a esperança de lhe ser concedida a cidadania canadiana, que pedira em 2012 (o processo foi exigente já que se tratava de um iraniano) recebeu a convocatória para "prestar juramento de cidadania" dois dias depois...

Como acontece na generalidade dos países o processo de naturalização culmina com uma espécie de exame que verifica a proficiência na língua e ainda conhecimento da história do país e regras de cidadania próprias.

 

Tudo correu bem e o Siamak regressou a Londres estreando o seu passaporte canadiano e já sem sentir os olhares perscrutadores de quem lhe fazia o "chek in"!

publicado por naterradosplatanos às 22:39 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Quarta-feira, 10.06.15

Adoro Bolas de Berlim!

Por estranho que pareça a cidade onde o meu Areeiro se situa, não há pastelarias dignas desse nome.

Daquelas pastelarias de bolos variados: babás, duchaises, quindis, tíbias, bolos em fatias... nem mesmo as proletárias Bolas de Berlim lá parecem ser conhecidas!

Nas pseudo-pastelarias só existem, boleimas, queijadas e desses "fast" bolos que só têm formas diferentes já que sabem todos igual.

Até no meu tempo de Canadá as encontrei na Padaria Portuguesa! É mesmo um desconsolo que só tem a vantagem de eu ingerir menos calorias!

 

Porém, e pelo facto de estar em modo de "e por aí..." hoje, quando fui tomar café deparei-me com elas, grandes, redondilhas coradas com um creme bem amarelinho que se veio confirmar ser delicioso, já que não lhes resisti!

 

Enquanto por aqui estiver acho que não vou resistir e vou continuar a ir à Apolo da Av. D. João da Cruz que foi, onde hoje as encontrei...

 

image.jpg

 

 

 

 

 

publicado por naterradosplatanos às 01:23 | link do post | comentar | ver comentários (6)
Sábado, 06.06.15

Castanhas no Outono, cerejas na Primavera!

 No Outono os carrinhos de castanhas são inseparáveis do Outono/ Inverno da Baixa de Lisboa, cantados e fotografados vezes sem conta...

Desapareceram as castanhas mas apareceram os carrinhos das cerejas!

Lá estão eles nos mesmos lugares estratégicos, os canudos de papel rasgado das Listas Telefónicas das Páginas Amarelas deram agora lugar a corpinhos (plásticos) cheios de cerejas bem encarnadas, ao preço de 1.50€ !

 

Consideremos que é uma ideia muito interessante, ora vejam...

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 12:17 | link do post | comentar | ver comentários (10)
Segunda-feira, 01.06.15

O que responder quando...

... quando uma criança nos pergunta de onde veio o primeiro homem?

 

Há muitos anos ( e é assim que muitas histórias de crianças começam) foi esta pergunta que o A. fez à mãe, que sou EU.

"Mamã de onde veio o 1ºhomem?", a minha resposta: "vem de uma espécie de macacos superiores, que talvez, diz-se, por terem uma melhor alimentação evoluíram e originaram o homem",  e de imediato: "e de onde vieram esses macacos?"

Logo devia ter imaginado que a minha resposta não o devia satisfazer! Desprevenida e possivelmente com pressa para qualquer coisa não encontrei mais nada para dizer senão isto: " a P. (então no 10º ano) anda a estudar esse assunto, quando ela chegar pergunta-lhe". Claro que ele se esqueceu por uns tempos e eu entretanto pensei como lhe iria responder.

Não sei precisar, a esta distância, quando voltou a pergunta, mas a minha explicação estava agora pronta. "Sabes..." e lá expliquei a Teoria do Caldo Cósmico passando das formas mais simples para os peixes, os répteis...acrescentando a importância dos ambientes que também se iam modificando e e dos milhões de anos que o processo tinha levado

 

Então, terminada a explicação da Teoria da Evolução, ainda que de forma elementar, ele olhou para mim e simplesmente comentou: "pois, pois, então todos viemos da água"!

 

Qualquer mente, porque formatada, teria respondido, pois, pois, todos viemos dos macacos! Mas o A. não, nos seus 6 ou 7 anos conseguiu seguir o raciocínio e concluir que a nossa origem está na água!

 

Escrevo isto porque hoje é Dia da Criança e o A. foi uma criança que quaisquer pais gostariam de ter.

publicado por naterradosplatanos às 13:11 | link do post | comentar | ver comentários (8)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Junho 2015

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
16
17
19
20
22
24
26
27
30

posts recentes

últ. comentários

  • Teodora, neste Agosto tórrido, há pouco que contar...
  • Não tem blogado! Foi à Tasmânia fazer uma workshop...
  • : )))Que bom ter essa disponibilidade de tempo.
  • Boa sorte!!!! : )
  • Lena, consegui sete sementes das bagas que trouxe....
  • Quem suspeitaria que esta beleza de arbusto era or...
  • Também tenho o privilégio de receber postais do gé...
  • Tenho visto esporadicamente a Volta na televisão q...
  • É um desperdício essa piscina tão convidativa não ...
  • É melhor ir comprar um determinado antimosquitos à...

Posts mais comentados

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO