Quarta-feira, 30.09.15

O rapaz do computador...

Em passeio, porque isto de "matar saudades" quer-se assim, descobri mais uma escultura que tal como as "cuscovilheiras" tem vida!

Fica exatamente junto de um departamento da Universidade McGill e representa o universitário de hoje. Absorto pelo computador, de roupas despretensiosas, mochila ás costas, sapato desabotoado, fast-food ao lado, indiferente ao esquilo que lhe rouba uma bolacha!

Aqui na Sherbrooke e nas ruas em redor, pese estarmos no centro da cidade os esquilos estão quase tão presentes como as pombas para os nossos lados e não se evitam de atravessar a rua apesar do trânsito!

image.jpg

image.jpg

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 18:51 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Terça-feira, 29.09.15

Reencontro com a Yelena...

Quem me seguiu na "terra do(s) plátano(s)" há-de lembrar-se dela e da sua incrível história de vida. Ler, aquiaquiaqui e  aqui se tiverem curiosidade de verem como a resiliência pode valer a pena!

A Yelena nasceu em Cuba e conhecia-a nas aulas do Siamak. O nosso DNA latino facilitou a nossa amizade e embora por preguiça dela mais do que minha (o Facebook pôs em segundo lugar os e-mails) ultimamente tinha tido poucas notícias... Porém hoje encontramo-nos e foi com enorme e sincera alegria que nos abraçamos. Conversamos á roda de uma mesa duas horas, sobre o tempo em que nos conhecemos e sobre estes anos que entretanto passaram e sobre tudo o mais... até da política! O assunto veio quando me disse que de momento não estava a trabalhar. O emprego dela tinha desaparecido em consequência do programa de saúde dentária que existia  nas escolas ter sido cortado, para diminuir custos na saúde!!! Sim nestes sítios isso também acontece!

 

A Yelena está talvez melhor do que quanto a conheci, mais jovial e mais optimista se bem que ser sozinha num país enorme, onde não é fácil fazer amizades à maneira latina, não ser fácil!

Aqui está ela que, apesar de dentro de dias fazer 50 anos, não parece ter mais de vinte!

 

image.jpg

 

 

 

publicado por naterradosplatanos às 20:47 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Segunda-feira, 28.09.15

Le Plateau...

Escrevi várias vezes sobre ele porque era/é um lugar que me encanta. Passear por ele passando de uma rua á outra num quadriculado de ruas sombreadas, onde se escondem casas que são como que jóias de um conto de gnomos, é uma permanente admiração.

 

Anteontem, porque o jogo do Sporting também chega ao Café de Portugal que se situa exatamente na Rue Dulluth, tive o privilégio de durante duas horas deambular, exatamente, deambular sozinha por essas ruas cheias de magia embora não saiba o que se passa ao cimo de muitas daquelas escadas!

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

tags:
publicado por naterradosplatanos às 19:51 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Arte urbana por todo o lado!

 Há duas maneiras de apreciar o Blv. Saint-Laurent, uma durante a semana onde uma multidão imensa segue atarefada, gente de todos os lugares e portanto também onde o português é comum...

Outra é o boulevard visto domingo de manhã praticamente sem gente e por isso mais facil de o observar de forma mais crítica.

Foi assim ontem pelas oito da manhã e assim me apercebi do que era novo e do que continuava na mesma.

Novo, não as lojas ou edifícios mas a vaga da chamada 'arte urbana' que tomou conta das paredes dos espaços devolutos, mas que a meu ver não melhorou o aspecto do todo!

Pelo que apurei resultou de um concurso de 'alindamento' do Boulevard!'

Eu não gosto, dá-me uma sensação de insegurança!

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

 Este "alindava" a parede lateral de um restaurante português e é menos mau!

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 12:43 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Domingo, 27.09.15

Olhando a água e as Coscuvilheiras...

Nesta cidade em que se cultiva a arte, há por todo o lado esculturas, umas que entendo outras que não!

Entre as primeiras, aquelas que me fazem parar e admirá-las  descobri uma nova, aqui na Sherbrook street: 'blue water', pai e filha espelhando-se na água,

imagyye.jpg

 

 mas é para esta "as Coscuvilheiras" que vão as minhas preferências

 

image.jpg

 

Apreciem as suas expressões e digam-me que o diálogo entre entre elas podia bem ser este: 

image.jpg

 

1ª da esquerda: eu cá não acredito! Como é que pode?

 Diz a do meio com os braços cruzados: tem razão vizinha, como é que ela pode?!

 1ª da direita condescendendo : quem havia de dizer, a ser verdade custa a acreditar!

 

É um diálogo benevolente inventado por mim, mas nestas expressões muitos diálogos podiam caber!

Fica no cruzamento da Saint Paul Street com a Saint Dezier Street.

publicado por naterradosplatanos às 22:22 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Tenho que admitir...

... que a minha mãe tinha razão quando em longas conversas pelo Skype num 20º andar com a neve a cair lá fora, me dizia que ainda havia de sentir saudades desse tempo!

Verdade que não queria repetir a distância dos meus mas na realidade sinto saudades de certos dias e por estranho que pareça, é mesmo desses dias em que a neve caía densa e mansa sobre tudo de que eu tenho saudades...

E também dos dias de Outono quando o verde da paisagem desaparece e é substituído pelo amarelo, vermelho e castanho em todos os tons... Agora, o Mont Royal ainda está relativamente verde e só timidamente o ocre começa a espreitar, com grande pena minhas já que vinha na expectativa de uma "Fall" pujante como a que então vivi.

O Lago dos Castores sofreu obras e no próximo inverno será certamente uma enorme pista de gelo onde ao som de música patinarão crianças, homens e mulheres de todas as idades...

 

Neste te fim de Setembro o Mont Royal está assim:

 

image.jpg

image.jpg

image.jpg

image.jpg

 

 

publicado por naterradosplatanos às 12:35 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Sábado, 26.09.15

O ontem é hoje...

O Boeing 777 deixou-nos aqui,

image.jpg

 um sítio tão bem conhecido e onde portanto nada nos é estranho. Com certa nostalgia parece-nos que ainda foi ontem, mas já passaram quatro anos!

 

O jet-lag deixa-me sempre prostrada e por isso o ontem é hoje...

publicado por naterradosplatanos às 22:22 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Sexta-feira, 25.09.15

Eram 6 da manhã...

Eram 6 da manhã quando saímos de casa em direção ao aeroporto. Já havia gente na rua, eram sobretudo mulheres, negras, novas de passo apressado, rumo aos escritórios que haviam de ter impecáveis ás 9 da manhã. Os filhos, esses ficaram ainda certamente na cama e serão eles sozinhos a gerir o levantar, o pequeno almoço, a ida para e escola...

Nós cruzamo-nos com elas e eu, pelo menos eu, pensei de como fomos abençoados e como a vida nos tem tantas permitido rumar ao aeroporto e ir por aí!

Estou a escrever the Heathrow e dentro de uma hora estaremos a voar para o outro lado do Atlântico. Como poderei eu queixar-me da vida?!

Tudo foi fruto do nosso trabalho sim, mas talvez também um pouco de sorte ao longo das nossas vida!

publicado por naterradosplatanos às 12:36 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Quinta-feira, 24.09.15

Visita à Av. de Roma

São sempre muito gratificante as visitas à a Av. de Roma! Os meus netos desfazem-se em sorrisos enquanto inspecionam os meus bolsos de onde sai sempre qualquer surpresa... Chegados das aulas,

image.jpg

fizeram-se os trabalhos de casa e por fim houve a aula de natação. Ora como chegamos um bocadinho antes da hora tivemos que ocupar o tempo com alguma coisa. A avó (que sou eu) tinha a sua mala a agenda e um lápis... o Jogo do Galo foi a nossa distração. 

image.jpg

image.jpg

Como é comum nestas idades nunca querem perder... então o resultado final foi:

             H-3

             R-3

            Avó-1

e portanto a grande derrotada!

Entretanto fez-se hora da aula...

Regressados, a avó ainda subiu e ajudou a comer a sopa...

publicado por naterradosplatanos às 16:49 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Quarta-feira, 23.09.15

Acaba de chegar!

Há pouco mais de uma hora, entrou o Outono, precisamente ás 22.19.

Acho que o AO preconiza que as estações do ano se escrevam com letra minúscula mas como aceitar que Outono, estação "dourada" se escreva dessa forma? E então esta "primavera" despertará em nós o mesmo sentimento que esta "Primavera"? Em mim não, e porque já não preciso de dar o exemplo continuo a escrevê-las com maiúsculas!

 

Voltando ao Outono que é ainda quase Verão. O meu castanheiro brindou-me, antes da minha saía, com 10, lindas, enormes, brilhantes castanhas, fruto de Outono que no meu caso caíram do castanheiro nos últimos dias da estação que há pouco nos deixou.

Ainda lá ficaram algumas que o Sr. Romeu apanhará e que guardará até eu regressar...

 

Aqui ficam elas

 Nota: a colher de chá serve para comparar e aferir o tamanho 

image.jpg

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 00:12 | link do post | comentar | ver comentários (6)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Setembro 2015

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
19
20
21
22

posts recentes

últ. comentários

  • Lena, consegui sete sementes das bagas que trouxe....
  • Quem suspeitaria que esta beleza de arbusto era or...
  • Também tenho o privilégio de receber postais do gé...
  • Tenho visto esporadicamente a Volta na televisão q...
  • É um desperdício essa piscina tão convidativa não ...
  • É melhor ir comprar um determinado antimosquitos à...
  • Ó Lena, tens toda a razão!
  • Não será "ir fazer a barba a Cacilhas"? A mim mais...
  • Ficamos felizes quando as criancas se divertem mes...
  • Grande "bomba", afilhada! Gostei de ver. Continuaç...

Posts mais comentados

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO