Sábado, 31.12.16

10,9,8,...,3,2,1, Feliz Ano Novo!!

Isto foi a passagem de 2016 para 2017 com os meus netos pequenos que ainda não têm idade, nem capacidades para esperarem pelas 12 badaladas.

Assim a avó fez a "passagem" com eles e por antecipação. Improvisamos um bolo, com uma vela por cada um de nós mais uma pelo pai e outra pela mãe que assim puderam ir passá-lo com os amigos. Fizemos chim-chim com água depois da contagem decrescente, tiramos fotografias, telefonaram aos pais e aos outros avós a desejar-lhe um Feliz Ano... Vestiram os pijamas, lavaram os dentes e em cinco minutos estavam a dormir.

Feliz Ano Novo meu queridos!

 

image.jpeg

publicado por naterradosplatanos às 22:51 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Embrulhadas até à Primavera...

Vi isto quando estive em Montreal.

Lá por Outubro os arbustos começam a aparecer protegidos por serapilheiras que evitam que a neve ou os menos muitos graus negativos os queimem. Desde essa altura faço isso com as minhas buganvílias mais novas e assim as tenho protegidas das nossas geadas que aqui no Areeiro se formam em Janeiro e Fevereiro.

Lá para Março "desembrulho-as" e então voltam a florir. As grandes, já bem implantadas já não necessitam destes cuidados.

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

publicado por naterradosplatanos às 10:47 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quarta-feira, 28.12.16

Sapatos com ligação USB!!!!

Pois é, os ditos sapatos que a D. recebeu são recargáveis!

Quando a minha filha se lamentava de como gerir o uso de todas aquelas cores e pisca-piscas eu disse-lhe que não valia a pena preocupar-se pois o que quer que fosse que as alimentava acabaria por se gastar. Mas qual quê, logo o N. disse: não se gastam nada pois carregam-se com uma extensão USB que trazem!!

 

E não é mesmo verdade?! É só liga-los com a dita a um computador dar-lhe algum tempo e ei-los prontos para novo sapateado feérico!

image.jpeg

publicado por naterradosplatanos às 15:05 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Segunda-feira, 26.12.16

Loucuras do Pai Natal vs mãe desesperada

O H a D e o R ainda acreditam(?) no Pai Natal, mas certamente foi este o último ano. Coloquei aquele ? porque a Dianinha está entre o cá do lá, mas no fim quer acreditar, e no momento acredita mesmo. O Henrique que pensa muito, perguntou-me de forma despretensiosa como podia vir pela chaminé sem se queimar (disse-lhe que no caso de lareira acesa vinha pela porta), o Rodrigo esse ainda acredita piamente!

 

Ficar até à meia-noite estava fora de questão, por isso o Pai Natal tinha que chegar mais cedo e o jardim de trás foi de grande ajuda. Calçados e de casacos vestidos , toca de ir espreitar, no horizonte próximo, a sua chegada...

Essa parte não presenciei porque um sino com som de chocalhos de renas era preciso ser tocado do lado da frente.

 

Correria...

 

Debaixo do Pinheiro (o que esteve para ser decapitado) lá estavam os presentes! Segue-se a cena que todos conhecem... Tudo desembrulhado, saem robots, "pockemons", luvas de guarda-redes, legos, livros... e de uma caixa, destinada à D. estes sapatos:

image.jpeg

Suprema alegria de quem os recebeu e algum desespero da mãe que não sabe como vai gerir o seu uso, já que são aquilo que eu designei por sapatos "ti-nó-ni" pois piscam por todos os lados!!

image.jpeg

image.jpeg

publicado por naterradosplatanos às 13:06 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quarta-feira, 21.12.16

"Pinheiro" Tropical...em dia de solstício de Inverno

Fala-se do aquecimento global e eu até já fui mais descrente! Se bem que se exagere é evidente que algumas atividades humanas têm que forçosamente ter algum contributo.

Porém esse exagero está a alimentar outras atividades que por sua vez criam trabalho o que no computo geral até é bom!

Assim estamos no dia do Solstício de Inverno, dia em que astronomicamente o Inverno começa.

Digo astronomicamente já que  a demonstrar a amenidade deste mês, as minhas buganvílias ainda têm flor, o que não seria suposto.

 

De uma delas fiz um "pinheiro" tropical.

image.jpeg

Fotografia tirada há dois dias (19.12.2016)

publicado por naterradosplatanos às 11:29 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Terça-feira, 20.12.16

O meu pinheiro e os dois perús americanos

O meu pinheiro que esteve para ser cortado, teve a sorte dos dois perus que todos os anos são amnistiados pelo presidente do US e enviados para o parque natural do Vermont.

 

O meu pinheiro não vai ser cortado e obviamente não vai sair do sítio, portanto não vai alimentar uma qualquer lareira já que a minha nunca seria!

Não suportaria ver os pedaços de um tronco forte que vi crescer ser reduzido a cinzas, pese o brilho das labaredas que dele iriam sair!

 

Quando fui aos bombeiros tratar do assunto vinha mais ou menos convencida e os filhos tinham-me dado carta branca, mas...

Uns dias depois, olhando-o, conforme íamos subindo a rampa e pensando na decisão tomada ficámos indecisos... Não! Teríamos que arranjar solução para que ele continuasse a fazer parte da paisagem do nosso jardim!

 

Ontem o Sr. Romeu executou o que nos pareceu ser a solução : 10 metros de fio de aço grosso, meio metro de tubo plástico, dois fortes ganchos de arnês e uma hora de trabalho.

 

image.jpeg

Ficou assim, preso às barras das janelas:

image.jpeg

 

Agora estou mais tranquila e sobretudo muito feliz pois Ele continuará lá!

publicado por naterradosplatanos às 11:12 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Sábado, 17.12.16

Undisclosed recipients...

Detesto receber Boas Festas integradas num molho de "undisclosed recipients"!

Eu nunca uso essa forma de o fazer, aliás acho vazio dizer Feliz Natal, e o dia antes e o dia depois, não devemos desejar que também sejam felizes?!

Dada esta minha rebeldia de pensar só costumo desejar um Novo Ano Feliz e se o faço virtualmente faço-o de forma individual e para além do trivial.

 

É pena que a virtualidade dos tempos tenha tornado os cartões de Natal "old fashion"! Trazê-los da caixa do correio, abrir o envelope, ler algo que tinha sido especialmente escrito para nós, depois olhar com atenção o cartão em si, sempre coloridos e muitas vezes com motivos só próprios das grandes latitudes era muito, muito bom...

 

Pouco há a fazer, mas eu este ano tal como o ano passado enviei quatro, todos para lá das nossas fronteiras, atravessando o oceano ou não, para amigos e amigas que sei que ainda os apreciam. Eu já recebi um!

 

Para todos os que passam aqui pelo Areeiro que o Novo Ano seja como desejam, quiçá como o merecem!

image.jpeg

Um 2017 com a tranquilidade aqui expressa neste terraço de um Jardim Infantil, num 6º andar, algures em Montreal, são os votos de quem escreve o "No Areeiro e por aí..."

publicado por naterradosplatanos às 16:05 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Quarta-feira, 14.12.16

Dear Siamak*...

To: Siamak Molavi

From: D. M

Subject: news after Montreal

 

"We arrived four days ago from the friendly Montreal..."

 

...foi uma semana excelente, sem nenhum objetivo em especial, passei os dias vagueando, apenas vagueando, isso mesmo! Sempre a pé por ViewPort, Old Town, Saint Laurent e Saint Denis e com certeza  pelo maravilhoso Plateau! 

Lembra-se onde era a Praça Portuguesa (Parc du Portugal)? É muito perto da Duluth Street. No nº 28 era a casa de Leonard Cohen e onde ele ficava sempre que ia a Montreal! O coreto no meio da praça foi transformado em memorial ao cantor e está cheio de flores, velas e poemas...

 

Durante os dias que lá estivemos só nevou um dia mas nevou tanto que o Mont Royal ficou com uma camada de neve tão espessa que os skis apareceram de imediato! E eu, (claro, sem skis obviamente) não deixei de me aventurar até ao Beavers Lake e deambular pelas veredas ainda pouco pisadas!

As temperaturas nos dois primeiros dias até foram positivas mas logo desceram para -5 e -6. As ruas depois de nevar e depois das primeiras horas da manhã ficaram como as conheceu: uma papa castanha e viscosa! Mas que importa isso se a neve continua a cair suavemente sobre nós?

Não  sei se sabe que no próximo ano Montreal faz 350 anos da sua fundação e vai haver grandes comemorações, logo a cidade anda toda em obras, Parque Olímpico, Jardim Botânico e até mesmo a Escadaria do Mont Royal ou seja, muitos buracos por todo o lado. Porém, mesmo com tudo isto a cidade continua com o seu charme!

Já me esquecia de dizer que também passei no Colegio Platon, e claro que  relembrei aquelas aulas que a Yelena designava de "hard lessons"!  Desta vez não a vi porque me esqueci de levar o contacto dela e já não me lembrava onde exatamente ela morava...

 

Depois de 10 horas de viagem, chegamos a uma Lisboa cheia de sol e com 16º de temperatura!! 10 horas de vôo é muita coisa, sobretudo por causa do jet-lag que me deixa dois ou três dias só com vontade de dormir... 

 

And you Siamak, how are you and Sophie in that chilly  London?
You have told me that you will be on shift during Christmas Night  and New Year Eve at the hospital.  But what bad luck! I hope you don't have many pacients at the Emergency Room. 

Now I say you goodbye with some photos of your Plateau, your because you have lived there and "mine", because I love it!
Hugs for you and Sophie

D.

 

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

 

 

 

* Siamak é um amigo iraniano que conheci em Montreal

publicado por naterradosplatanos às 17:21 | link do post | comentar
Sexta-feira, 09.12.16

"This week is over"

Já do Aeroporto Jean Trudeau..

image.jpeg

.

Últimas notícias: surpreendente fizeram-nos upgrade para business classe!

image.jpeg

tags:
publicado por naterradosplatanos às 23:11 | link do post | comentar | ver comentários (6)

O francês de Saint Laurent

Ontem na minha ida à Padaria Portuguesa, passei no Jean Coutu e lembrei-me de entrar para comprar um creme. O Jean Coutu é um " drugstore", termo que não tem a ver com o termo português de drogaria. No "drugstore" vendem-se não só artigos de drogaria/perfumaria como também bem toda a espécie de "snacks" ou seja, batatas fritas- amendoins, tex-mexs, chocolates, gomas, também artigos de papelaria, cartões para todos os eventos, papel de embrulho, enfeites de Natal etc.etc. Além disso têm também farmácia por prescrição.

Como vêem não são uma drogaria como as nossas.

 

Mas vamos ao caso que origina este post: entrei, procurei as prateleiras que eventualmente o teriam, mas na miríade de cremes não o encontrei, portanto resolvi pedir ajuda. Rebobinei o meu francês, que desde a faculdade e das visitas a França não é usado e dirigi-me a uma menina: "s'il vous plait, avez-vous ce crème?" (trazia o nome escrito num papel, pois dada a minha natural incompetência para procurar coisa nas prateleiras, já lhe imaginaria a necessidade), recebo de resposta: "sim tenho! A senhora é portuguesa? Sim, sou!"

Fiquei como que pasmada que nem adiantei conversa, paguei e saí. Já na rua pensei: "como diabo soube ela que eu era portuguesa? Não trago bandeira na lapela nem nenhum cachecol dos nossos três clubes!!

 

Boulevard a cima fez-se-me luz, eu falava francês , não o francês da França, mas... o Francês da avenida St. Laurent!

publicado por naterradosplatanos às 22:43 | link do post | comentar | ver comentários (3)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Dezembro 2016

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
18
19
22
23
24
25
27
29
30

posts recentes

últ. comentários

  • Lena, consegui sete sementes das bagas que trouxe....
  • Quem suspeitaria que esta beleza de arbusto era or...
  • Também tenho o privilégio de receber postais do gé...
  • Tenho visto esporadicamente a Volta na televisão q...
  • É um desperdício essa piscina tão convidativa não ...
  • É melhor ir comprar um determinado antimosquitos à...
  • Ó Lena, tens toda a razão!
  • Não será "ir fazer a barba a Cacilhas"? A mim mais...
  • Ficamos felizes quando as criancas se divertem mes...
  • Grande "bomba", afilhada! Gostei de ver. Continuaç...

Posts mais comentados

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO