No Areeiro... tempo de fazer marmelada

 

 

No Areeiro…  tempo de fazer marmelada

 

Lá no fundo do jardim tenho um marmeleiro. Ano sim ano não, enche-se de marmelos. O Sr. Mafra que foi meu “assistente” de jardinagem aí durante 20 anos dizia-me que era uma árvore “aneira”!

 

Certo é que mesmo nos anos “não” sempre dá umas duas dúzias deles contrapondo com os anos “sim” que carrega até vergar. Dou marmelos a todos os que querem mas muitos ainda vão enriquecer o meu “compost”. Assim mais uma vez a máxima de Lavoisier nada se perde, nada se cria, tudo se transforma se aplica no meu jardim!

 

Ora havendo marmelos, há marmelada e embora não tenha muito quem ma consuma sempre faço alguma.

Invariavelmente quando estou na função me lembra da minha querida avó, a vovó, como todos os netos a chamavam. Por esta altura a função era complicada: lavar os marmelos, cozer os marmelos, descascar os marmelos, rala-los num ralador, às vezes ainda passa-los por uma peneira e só por fim iam à calda de açúcar, que entretanto se tinha feito. Quando a mistura açúcar e marmelo fazia três ou quatro vezes “flop.., flop” era altura de retirar a panela do lume, dizia a vovó! 

 

Depois era verte-la para as malgas de cerâmica branca. De seguida punha-se-lhe por cima uma rodela de papel vegetal devidamente humedecido com álcool. Então subiam-se para uma prateleira bem alta que havia na varanda e aí ficavam até secar…

 

 Era um dia inteirinho de azáfama e nós, as netas, não perdíamos pitada… Lembro-me ainda que depois de serem postas na tal prateleira da varanda  onde  só a medo lá íamos pois as abelhas e vespas todos os anos descobriam as tigelas de marmelada da minha avó…

 

 Já lá vão quase uns sessenta anos, depois veio o  passe-vite, a “varinha mágica”, o que já era um grande avanço. Hoje, para mim, o  tempo reduziu-se a uns 30/40 minutos! É assim: lavar os  marmelos, corta-los mesmo com casca, juntar outro tanto de açúcar, triturar na Velc.9, marcar 100º de temperatura, marcar 30 minutos, Veloc.1 e já está!  O resultado é o da imagem que antecede o post mas aqui as tijelas são de plástico!

Maravilhosa tecnologia aplicada à cozinha!

publicado por naterradosplatanos às 21:24 | link do post | comentar