A minha bisavó Joaquina

O dia esteve de chuva torrencial, logo impossível sair, daí ter que ocupar o tempo a fazer algo de útil, melhor, algo que já tinha planeado mas que ia procrastinando...
A saber, fazer uma limpeza às minhas imensas pastas de fotografias que tenho no computador desde que fui para o Canadá. A estas juntaram-se outras das nossas viagens, as dos netos e ainda alguns scaners de alguma antigas.
Foi entre essas que encontrei a fotografia da minha Bisavó...



A minha bisavó nasceu na segunda metade do séc. XIX exatamente em 1860. Mãe de sete filhos, viúva aos 35 anos!
Naqueles tempos devia estar entre as mulheres excepcionais que, mesmo na aldeia tinha alguma visão de futuro. Numa altura em que só os rapazes iam à escola ela, ás suas custas, arranjou uma professora para as suas tês filhas e as três fizeram a então 3ª classe o que significava saber ler, escrever e fazer operações.

Criados os filhos, alguns dos quais rumaram ao Brasil onde, mais tarde os foi visitar e onde ficou dois anos.

Foi lá que tirou a fotografia que vos mostro e que hoje a minha mãe tem na parede da sua sala de estar.


Este é o seu passaporte emitido então e que a minha mãe guarda religiosamente.

publicado por naterradosplatanos às 18:27 | link do post | comentar