Aterrando de novo em Veneza

Antes de 2004 já tinha vindo duas vezes a Veneza.

A 1ª andava eu no 4º ano da Faculdade e nas férias de Verão, como uma espécie de presente, os meus pais fizeram-me a surpresa de uma viagem a Roma integrada numa, ao tempo, designada de "excursão"da Diocese. Como se compreende a maioria das participantes (dominavam as mulheres) tinha como objetivo ver o Papa e só poucas de nós tínhamos interesses culturais. Para lá fomos diretos, paragens só para dormir e comer e destas não guardo a mínima lembrança, só na vinda ficámos em Milão, Genebra ... e um dia em Veneza ...

 

Esta primeira visita a Veneza foi algo de extraordinário, também tinha 21 anos e só então começava a conhecer mundo além fronteiras. O grupo "atrevido" era constituído por três, eu e duas professoras do Liceu onde andei. Lembro-me que já noitinha saímos do hotel e fomos andar de gôndola o que na altura era um "must" mas que hoje acho um pouco "kitcsh". Nunca mais andei, claro.

 

Da segunda vez foi com dois dos meus filhos e porque entramos em Veneza vindos no Vaporetto da Punta Sabione foi também algo de igualmente fantástico.

 

Depois disso e bastantes anos depois cheguei sempre de avião e durante aquilo que eu chamo da minha "Campanha em Itália" entre 2004 e 2005, vivendo a mais ou menos 100km, fomos lá várias vezes...

 

Uma certa nostalgia por Udine e dos tempos que lá passamos trouxe-nos a Veneza mais umas quatro vezes mas agora com a sensação de que já nada nos surpreende! Sim, sinal que vamos envelhecendo e portanto já pouco nos espanta!

 

Hoje voltamos a aterrar no aeroporto Março Polo mas não iremos a Veneza e depois de um ab

raço às amigas de Udine, a Croácia é o destino"

.

image.jpeg

image.jpeg

publicado por naterradosplatanos às 07:32 | link do post | comentar