De Zadar a Split pela costa

As estradas secundárias obrigam-nos a andar de vagar mas também nos permitem ver o profundo...

 

O mar é azul e calmo, a água transparente, e são sem dúvida um capital para o futuro.

Hoje o mundo rural e as pequenas cidades, por onde a estrada passa têm um ar pobre e são um verdadeiro caos urbanístico... talvez como eram algumas das cidades portuguesas há 40 anos a trás.

O dinheiro da União Europeia já se faz sentir nas estradas em construção que atravessam sítios inóspitos entre montanhas descarnadas ou cobertas de um denso "maquis", de forma a ligarem o norte ao sul.

De facto, em termos agrícolas é a mesma coisa, e assim se explica que em cento e tal quilómetros não tenha visto qualquer campo cultivado.

As montanhas sucedem-se altas e paralelas umas às outras (como paralelas são as ilhas entre si) e nunca o português termo "Serra" teria melhor aplicação do que aqui.

Como fui eu que conduzi não pude tirar nenhuma fotografia além de esta:

 

image.jpeg

publicado por naterradosplatanos às 18:42 | link do post | comentar