E por aí...

 Entretanto o Carnaval passou. Carnavais todos eles chamando a si o epíteto "dos melhores", " dos mais genuínos" a que eu acrescento os " mais brasileiros" etc. etc. O que não ouvi foi algum apelidar-se do "mais medieval"...

Não me lembro exatamente de como era o Carnaval de quando eramos miúdos, não me lembra mesmo de nos fantasiarmos. Lembro-me sim das serpentinas que sempre nos compravam e dos sacos de papelinhos coloridos que, quando deitados dentro de casa, faziam a arrelia da minha mãe!

 

Daquilo que me lembra com precisão é dos Caretos , com máscaras horríveis, chocalhando e pulando pelas ruas...

 

image.jpg

 

Porém o pior era mesmo o dia seguinte, 4ªfeira de cinzas, dia em que o Diabo e a Morte saiam à rua!

Vestidos de vermelho e de negro empunhando uma foice vá de, com a cara tapada, meter medo a quem medo deles tinha.

Nós miúdas, nesses dias limitavamo-nos a vê-los, lá ao longe, da varanda da minha avó mas sempre temerosas. Mais tarde o costume desapareceu, por proibição, dizem.

Originalmente a tradição dos Caretos é de Podence, uma aldeia do Nordeste Transmontano á entrada da qual há esta alusão aos mesmos.

 

image.jpg

Agora estão a querer recuperar esse carnaval que eu chamei de "medieval" e do qual fiz estas fotografias, muito fracas aliás, já que chovia bem e o cortejo era uma desorganização!

 

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 19:44 | link do post | comentar