medir e comparar o amor...

O meu neto H. de que falei no post anterior e que em breve fará 6 anos, domina em absoluto a língua, adjetivos e advérbios, expressões verbais...
"Melhor dizendo" é uma das expressões preferidas para emendar um erro, "Isaura! - chama (Isaura é o nome da empregada), mas logo que verifica que se enganou já que está a falar comigo emenda: "melhor dizendo, avó..." e continua a conversa.

O H. está naquela fase, por que muitas crianças passam, de quantificar tudo, mesmo tudo, até o amor!

E assim sendo sai-se com isto:

- " mamã, gosto tanto de ti como até à Conchinchina"!
Não sei onde terá ouvido a expressão, mas o facto é que percebeu que ela se refere a um sítio longínquo a algo distante e que portanto servia para mostrar quão grande era o amor pela mãe!

- "pai ( depois de este ter regressado de viagem), gosto muito de ti, gosto igual às batatas fritas"!!!

Logo se percebe que batatas fritas são algo pouco frequente lá em casa e portanto o quanto são apreciadas! Para ele era pois a melhor maneira de mostrar quanto gostava do pai!


p.s. Há muitos, muitos anos também tive alguém que gostava de mim "até à estrelinha mais longe"!
publicado por naterradosplatanos às 16:56 | link do post | comentar