e por aí... Naples

Naples é uma cidade que só posso apelidar de jardim! Posso dizer que nas áreas residênciais não há passeios como nós concebemos, tudo é um relvado como acabado de aparar e nele corre uma estreita faixa lageada por onde os peões passam no máximo dois lado a lado.
Há palmeiras, lindas sebes verdes donde espreitam as flores como quem tem medo da nova aparadela!
As casas vão das mais simples às que têm ar de ter donos com maiores proventos, mas sempre dentro de jardins que não têm nem muros nem grades!

Naples estende-se ao longo da costa com vários quilómetros de areia muito branca e fina, mas ao contrário do que pensaríamos é uma praia selvagem pois nenhuma avenida a percorre e está separada das casas por dunas com vegetação. Não há esplanadas em bares, nem vendedores ambulantes ou vendas de bóias, de baldes, T-shirtes ou chinelos... apenas um pequeno apoio totalmente em madeira com chuveiros e sanitários onde há um aviso perentório: "é proibido trocar de roupa!"

A temperatura era de 27º, a água, disse quem molhou os pés aqui no Golfo do México, que devia estar nos 25º. Amanhã vou obrigar-me a molhar os meus...







publicado por naterradosplatanos às 22:15 | link do post | comentar