Um terramoto contado na 1ª pessoa...

Os Apeninos movem-se com frequência, são um conjunto de montanhas geologicamente novas, logo turbulentas. A região do Friulli que fica na junção destes com os Alpes frequentemente treme...

 

No ano que estive em Itália assinalavam-se os 30 anos do terramoto que tinha assolado Udine, em termos absolutos! O acontecimento estava ainda bem presente nas memórias e foi falando da exposição, que estava então patente na Câmara, que a Luisa Antonelli me contou: "foi ao anoitecer no dia 6 de Maio de 1976, eu estava na casa da minha mãe em Gemona, tinha o Giovanni poucos meses, estávamos na relva a brincar quando a terra começou a tremer... Só me lembra de agarrar nele muito apertado ao coração e correr para a rua. O ruído das casas que se desmoronavam era ensurdecedor, a poeira, os gritos ainda me vêm aos ouvidos quando penso. Depois os dias que se seguiram e o constatar que nada nos restou, bens e memórias... Os meus pais também não sofreram fisicamente mas as mazelas psicológicas essas ficaram..."

Escrevi-lhe quando ouvi as notícias ela respondeu-me relembrando o que passou:

 

Dear Dalma, Thank you for your mail. You are right, this earthquake is really a disaster. Unfortunately we are used to it, you know that in 1976 we had a terrible one in Friuli, and especially my hometown was hit terribly. We had abou 1000 deaths, and now you can imagine how I feel when I hear the news!...

publicado por naterradosplatanos às 20:42 | link do post | comentar