Uma pessoa (professora) extraordinária!

 

Conheço-a há muito tempo, nunca foi minha aluna mas era aluna quando eu era professora. Foi para a faculdade e regressou como colega, hoje conto-a entre as minhas amiga! O seu ótimismo é contagiante, e o seu humor tão extraordinário que não poucas vezes nos deixa sem palavras.

Dada a grande produção de dióspiros e de marmelos lembrei-me de lhe levar alguns, já que mora aqui no bairro, embora não nos vejamos com frequência.
Falamos de tudo um pouco e invariavelmente da Escola que foi a minha e que agora é a dela. Quis eu saber das turbulências deste início de ano conturbado, das turmas que tinha, dos alunos que são os seus...
Foi, aquilo que me disse, quando toda a gente se queixa, que me faz continuar a admirá-la e que motivou este post.

Sente-se feliz na escola, quando todos se sentem infelizes com o que fazem.
Vai com gosto para as aulas quando muitos sentem que é um suplício.
Diz que os seus meninos se comportam bem sem problemas de disciplina, quando todos os outros consideram que hoje em dia são todos impossíveis de manter sequer quietos...
Falou-me com paixão do desafio de ensinar uma aluna surda-muda e de como, não tendo por enquanto tradutora gestual, as duas se entendem...
Com graça disse-me que tem alguém lá em cima (céu, ministério?!) que lhe distribui sempre as melhores turmas!!

Portanto não é de admirar que a Maria João seja uma daquelas professoras que facilmente podemos ver rodeada de alunos ou ser cumprimentada com um "olá professora" a toda a hora!

 

publicado por naterradosplatanos às 20:34 | link do post | comentar