Sexta-feira, 30.11.12

E por aí... como me senti constrangida!

.



Hoje fomos visitar, no caminho para Pumakkale, uma cooperativa de tapetes. Estas visitas estão estrategicamente programadas para as pessoas fazerem compras e, como no caso de ontem no armazém de peles, as pessoas são assaltadas por vendedores que a toda a força nos querem fazer comprar. Estão no papel deles, eu sei, mas não gosto!
Hoje foi diferente e não senti aquela pressão de ontem e talvez por isso me senti constrangida com o desfecho da visita.

Mais uma vez fomos recebidos por um turco que falava bastante bem português, no fim dei-lhe os parabéns pelo facto e ele disse- me que tinha estado um mês a frequentar um curso intensivo em Lisboa(!),como também falava espanhol é capaz de ter sido verdade.

Vamos ao motivo do meu constrangimento. Chegados, fazem-nos uma sessão de boas vindas e desta vez além de falarem do Ronaldo falaram de um outro, de que já me não lembra o nome e que joga num clube aqui da Turquia...
Segue-se uma demonstração de como se fabrica o fio de seda com que tecem, como do casulo desdobam o finíssimo fio (lembro- me da vovó nos dizer que os casulos eram escaldados o que na altura nos horrorizava e é assim mesmo!) e aí por diante...

Entramos agora numa sala e sentamos- nos em redor das paredes. O centro fica vazio... Agora servem-nos um chá e um aperitivo. Mais uns dedos de conversa simpática e de seguida um desenrolar de algumas dezenas de tapetes lindíssimos, sempre acompanhado do que é costume: "não, o preço não é de 2 500€, estamos a fazer desde logo 30% mas como é época de saldos fica por metade..." E assim a cada tapete que se ia desenrolando...
Também foi contando que não têm uma fábrica e que são mulheres que trabalham em casa nos tempos que lhe sobram dos afazeres domésticos (!?) e que só para eles trabalham cinco mil espalhadas pela Turquia!

No fim com umas três ou quatro dezenas de tapetes estendidos uns sobre os outros, pediu-nos uma salva de palmas para as mulheres turcas que os tinham tecido!

Senti- me emocionada e simultaneamente constrangida pois, depois de todo aquele esforço ninguém quis comprar nenhum tapete!


nota: 1cm2 de tapete de seda leva 179 nós!!


publicado por naterradosplatanos às 17:30 | link do post | comentar | ver comentários (4)

Uma moderna gruta de Ali-bá -bá

O programa anunciava "visita a uma oficina de joalharia".
Descidos do autocarro fomos conduzidos a um edifício moderno, entrados no grande e iluminado "hall" damos conta que uma portuguesa nos recebe. Com apurada técnica de marketing tenta induzir- nos a comprar ensinando mesmo a técnica de regatear! Mas surpresa das surpresas a certa altura, falando das cores das diversas pedras preciosas: "rubis vermelhos, esmeraldas verdes... e a safira que, sendo azul, muda de tom com o humor de quem a usa"! Oh céus o que a gente ouve! Umas que damos por elas, outras porque desconhecemos o assunto as tomamos por verdades! Mas esta foi o máximo!

Pensava eu que então iríamos espreitar a oficina que iríamos ver ali os fios de ouro, as pérolas e pedras preciosas a serem encastradas nos seus devidos lugares, mas nada. Vimo- nos sim encaminhados para salas e salas de montras onde se enfileiravam jóias e mais jóias, todas sempre sem preço e apenas com um minúsculo código de barras!
Por detrás das vitrinas enfileiravam-se eles e elas dispostos a entrar no jogo do regateio.
Nós limitamo-nos a observar primeiro meia dúzia de vitrinas, depois apenas deambulando com a curiosidade de saber quem iria dizer o "abre- te Sésamo" e da carteira lhe saísse o cartão de crédito!

Não vi ninguém, mas já no autocarro ouvi que a "star", (como nós dois designamos uma das participantes) tinha comprado uns brincos em ouro.
Hei-de contar porque a alcunhamos de "star".
publicado por naterradosplatanos às 16:04 | link do post | comentar | ver comentários (2)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Novembro 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
19
21
23
25
26

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO