Recebi um postal de Paris...

Na altura não havia emails nem telemóveis o que se mostrou vantajoso relativamente ao hábito que criamos, mantemos e procuramos que os nossos netos continuem.
Quando das nossas férias na Europa sempre havia tempo para se escreverem dois postais, um para cada um dos avós.
Depois quando os filhos se emanciparam também chegaram postais de lugares por vezes longínquos como o Havai. Também houve um do Canadá, de Israel e de muitos outros sítios, há pouco chegou um de Havana. A estes juntam-se aqueles que mandamos a nós mesmos quando andamos por aí e de que já uma vez aqui falei.
Com os netos procuro que se mantenha a tradição do postal, real, com selo do lugar, posto num marco de correio de uma qualquer cidade! Decididamente não se aceitam emails ou SMS.

Ora aqui vai o mais recente postal que recebi de Paris, enviado por dois dos meus netos pequeninos, o conteúdo foi ditado por eles embora tenha sido escrito pela mãe. Para o ano tenho a certeza que o H. será já o "escrivão" de serviço.
Aqui ficam os agradecimentos da avó com a certeza que muitos mais chegarão.


publicado por naterradosplatanos às 08:34 | link do post | comentar | ver comentários (1)