"Andar em pernas"...

"Ancoramos" depois de atravessar a Serra Algarvia num parque perto do mar para passarmos três dias sem nada fazer. Mais do que esse tempo é difícil eu aguentar-me, porém nesses dias não faço mesmo nada a não ser passear ao longo do mar. Mas atenção, ao longo do mar não quer dizer na areia! Não, eu detesto areia e por isso o passeio é sempre no "calçadão", no "lungomare, no "ocean drive" ou na portuguesíssima "marginal". E hoje assim foi.

Muitos turistas (retired, for sure)! Uns já bem bronzeados, outros ainda com a cor do norte, de chinelas ou sandálias e de calções, elas de vestidos largos, às vezes a roçar o chão, de calças piratas ou de calções também... Cabelos brancos eles, tal como seriam os delas se não estivessem escondidos debaixo do louro que já foi certamente verdadeiro.



Aqui quase todos falam inglês e acham que a quem se dirigem todos são "de lá de cima". Assim, os nossos cabelos brancos e ar desportivo levam-os a confundir-nos com essa outra gente, nós simpaticamente respondemos na língua em que se nos dirigem...

Bom, mas a que vem tudo isto? Apenas porque, nesse passeio, me lembrei de uma minha colega do tempo da Faculdade e que comigo estava no lar, a Marília, que era daqui, do Algarve. Muitas coisas nos contava à cerca do que na altura, para todas nós, era apenas mais uma província!
Entre muitas outras coisas, a que nós achávamos muita piada era aos "dizeres"desta gente ditos com o seu sotaque algarvio.
Desses tempos já longínquos (já lá vão 50 anos!), só me lembra desta delícia: "andar em pernas", isto é andar sem meias!

Hoje, em que quase todos falam inglês e onde os troncos nus e os biquínis se passeiam ao longo da marginal, esta expressão com toda a certeza já há muito caiu em desuso!
publicado por naterradosplatanos às 14:09 | link do post | comentar | ver comentários (7)