Sábado, 22.04.17

Plitvičk Jezera...

É uma tristeza quando não se conhece a língua em que as informações estão escritas, como é uma tristeza não podermos comprar um jornal para podermos saber alguma coisa para além do que é dado os nossos olhos verem...

Sim, para nós é essencial pois, da política á sociedade dele tiramos o retrato do país que visitamos para também podermos fazer comparações com a nossa realidade... acreditem que até a ler a necrologia se aprende muito!

 

Lendo apenas o título deste post não farão a mínima ideia de qual será o assunto daquilo que se escreve. Acrescento então: Plitvičk Jezera National Park.

Exatamente, é um Parque que em 1979 a UNESCO considerou Património da Humanidade.

O parque é constituído por mais de uma dezena de lagos cor de esmeralda, todos em planos diferentes mas que se ligam por cascatas cristalinas ao longo de um profundo vale com paredes de cor branca que lhe é dada pelo calcário que as forma.

A paisagem é impoluta talvez porque tudo é proibido para além de admirar a natureza que se nos depara.

 

Porém, entre os milhares de pessoas que o percorrem há sempre alguém que prevarica e assim dei por um rapazola de olhos orientais sentado num banco a fumar um cigarro!!

Não resisti e de passagem disse-lhe "to smoke is forbidden" ! Grunhiu qualquer coisa e continuou a fumar, eu, eu segui em frente mas consciente te ter tido uma atitude cívica...

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

Nota: fotografias sem Photoshop!

publicado por naterradosplatanos às 20:20 | link do post | comentar

Zagreb...

Chegamos ontem à tarde vindos de Udine, o que correspondeu a quase 400km de autoestrada onde os camiões têm à sua conta a faixa da direita...

Talvez por isso chegamos cansados e só fomos reconhecer o local em volta do hotel. Hoje o dia começou cedo, aquela hora que quando quero reclamar com o meu "despertador" a chamo de "horas do padeiro"... estava o céu limpo mas imenso frio e umas luvas teriam dado muito jeito!

 

Zagreb estende-se pela planície e a parte central, a que interessa a quem a visita por lazer, é relativamente pequena e tudo se pode fazer a pé. Um dia basta para ficarmos com conhecimento do essencial, isto se excluirmos visitas a museu cujos temas são idênticos aos da maioria das cidades se excluirmos evidentemente Paris, Londres ou Washington.

 

A estilo arquitetónico, embora menos imponente é o que encontramos em Viena ou Budapeste o que não admira dada a grande ligação entre as três cidades durante o século XIX, segundo o que li na preparação da viagem.

Pode acontecer que em algumas ruas nem demos por isso, já que o comércio invade todos os rés-do-chão. Precisamos mesmo é de andar de cabeça no ar para nos apercebermos do que está por cima.

Não vi especialmente lojas de luxo, tipo Avenida da Liberdade, poucas de marcas a que estamos habituadas (Zara, Geox,...) as restantes penso que são todas croatas...

 

O famoso mercado de Dolac (segundo o guia de viagem) não era tão interessante assim, melhor era igual a todos os mercados de rua com certa dimensão.

Os jardins começam agora a despertar...

 

 

E aqui fica alguma da Zagreb por onde passei:

 image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg 

image.jpeg

tags:
publicado por naterradosplatanos às 13:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quinta-feira, 20.04.17

A minha amiga Antonelli

Conheci a Luisa Antonelli no WSI em 2004 quando me matriculei na "Scuolli" de que era e é diretora.

A nossa idade era semelhante e o facto de eu ser a única estrangeira aproximou-nos. Depois de eu ter regressado continuamos a manter o contacto por e-mail, contacto que se intensificou por motivos vários... Nos anos seguintes visitei-a mais umas três vezes...12 anos depois continuamos a ter uma amizade real que mais uma vez ficou evidente no nosso encontro de ontem.

O jantar que se prolongou, foi na sua casa... O bom gosto associado à simplicidade de mobiliário de grande qualidade faz dela aquilo que os ingleses designam de "cozy home"!

 

Desta vez a novidade era o arranjo do jardim que há uns três anos era apenas um logradouro. Hoje é um jardim de revista onde segundo ela só não há flores em pleno inverno!

 

Aqui fica ele visto durante o dia e já noite:

 

 

image.jpeg

image.jpeg

publicado por naterradosplatanos às 17:12 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Quarta-feira, 19.04.17

Udine, entre a traça italiana e a influência austro-húngara

Udine cidade que nos acolheu durante um ano continua a fazer-nos querer voltar, mas também sei que as duas amigas que fiz têm a sua cota parte nesse desejo

 

Udine é uma cidade pequena e pacata e que ontem a massa de ar descida dos Alpes, que estão logo ali, fez gelar!

Hoje está melhor, mas não seria o frio que nos tiraria de um longo passeio pelos sítios que ainda nos são totalmente familiares.

Os palacetes de influência austro-húngara e as casas ocre com venezianas, muitas delas reconstruídas na traça depois do terramoto, vai para 50 anos, caraterizam a área interior da circular a "cittá vechia" e como são raras as aberrações urbanísticas a cidade é um todo com com grande beleza...

 

 

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

image.jpeg

.

publicado por naterradosplatanos às 14:51 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Ir à Luna faz parte da visita...

Não sou propriamente apreciadora de gelados e penso que nestes últimos dois anos não comi nenhum, mas vir a Udine e não ir à Luna, não pode acontecer.

A Luna é uma Gelataria que fica perto da Piaza Mateotti e onde me é sempre difícil escolher entre tantos sabores!

 

A Luna só fecha no mês de Fevereiro e seja verão ou inverno tem sempre muita gente. Ontem passei por lá: "due gustos, prego!" Depois escolhi apontando (pois o meu italiano não dá para mais) nata com ginja e mascarpone com caramelo.

 

Delicioso!

image.jpeg

publicado por naterradosplatanos às 14:18 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Aterrando de novo em Veneza

Antes de 2004 já tinha vindo duas vezes a Veneza.

A 1ª andava eu no 4º ano da Faculdade e nas férias de Verão, como uma espécie de presente, os meus pais fizeram-me a surpresa de uma viagem a Roma integrada numa, ao tempo, designada de "excursão"da Diocese. Como se compreende a maioria das participantes (dominavam as mulheres) tinha como objetivo ver o Papa e só poucas de nós tínhamos interesses culturais. Para lá fomos diretos, paragens só para dormir e comer e destas não guardo a mínima lembrança, só na vinda ficámos em Milão, Genebra ... e um dia em Veneza ...

 

Esta primeira visita a Veneza foi algo de extraordinário, também tinha 21 anos e só então começava a conhecer mundo além fronteiras. O grupo "atrevido" era constituído por três, eu e duas professoras do Liceu onde andei. Lembro-me que já noitinha saímos do hotel e fomos andar de gôndola o que na altura era um "must" mas que hoje acho um pouco "kitcsh". Nunca mais andei, claro.

 

Da segunda vez foi com dois dos meus filhos e porque entramos em Veneza vindos no Vaporetto da Punta Sabione foi também algo de igualmente fantástico.

 

Depois disso e bastantes anos depois cheguei sempre de avião e durante aquilo que eu chamo da minha "Campanha em Itália" entre 2004 e 2005, vivendo a mais ou menos 100km, fomos lá várias vezes...

 

Uma certa nostalgia por Udine e dos tempos que lá passamos trouxe-nos a Veneza mais umas quatro vezes mas agora com a sensação de que já nada nos surpreende! Sim, sinal que vamos envelhecendo e portanto já pouco nos espanta!

 

Hoje voltamos a aterrar no aeroporto Março Polo mas não iremos a Veneza e depois de um ab

raço às amigas de Udine, a Croácia é o destino"

.

image.jpeg

image.jpeg

publicado por naterradosplatanos às 07:32 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Segunda-feira, 17.04.17

A Páscoa chegou ao fim

Não fossem umas deliciosas amêndoas Hussel acompanhadas de um raminho de alecrim, que a Fátima me mandou mal teria dado por ela.

 

Lá por onde,o Areeiro se situa não vi sinais de cerimónias pascais!

Lá vai o tempo em que a Páscoa era para nós miúdos tão importante como o Natal. Tínhamos sempre vestidos e sapatos novos, ainda não havia ovos de Páscoa mas havia sempre amêndoas daquelas que têm biquinhos. O meu pai, esse, fazia sempre jejum, mas só ele... na 6ªf Santa não comíamos carne.

Chegados ao Domingo de Páscoa ansiávamos por ouvir a sineta que anunciava a visita Pascal e lembra-me de estarmos sempre muito ansiosas à espera que o senhor Padre subisse as escadas e nos dessem a cruz a beijar!

 

Hoje tudo é diferente e a Páscoa também...

 

Este saquinho vinha muito mais cheio, mas como sou uma pessoa gulosa...

 

image.jpeg

 

 

 

publicado por naterradosplatanos às 10:25 | link do post | comentar | ver comentários (6)
Domingo, 16.04.17

Quando as férias também servem para aprender

Recebi estas duas fotografias que atestam que quando se sai do dia a dia de escola, tpcs e atividades extra, o aprender continua a ser sempre possível!

image.jpeg

image.jpeg

.

publicado por naterradosplatanos às 15:36 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quinta-feira, 13.04.17

Do "No Areeiro e por aí..."

image.jpeg

publicado por naterradosplatanos às 09:56 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Sábado, 08.04.17

O mundo que viaja descobriu Lisboa!

Lisboa está uma Babel, ouvem-se línguas que se compreendem, outras que não fazemos a ideia de onde vem quem as fala.

Também quem os atende nas esplanadas, nos restaurantes ou nas lojas trocou o português pelo inglês e mesmo a nós, olhando para os nossos cabelos brancos e ar de turista nos falam nessa língua que já se tornou universal!

 

Lisboa, goste-se ou não, está uma cidade cosmopolita e banhada de sol e com céu azul, está muito interessante!

 

E ao invés, Fernando Pessoa "viajará" pelo mesmo mundo nas máquinas digitais ou nos telemóveis de quem a visita...

 

 

image.jpeg

tags:
publicado por naterradosplatanos às 15:13 | link do post | comentar | ver comentários (4)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Abril 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
18
21
30

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO