Aveiro: as gôndolas deslizam lentamente...

Aveiro é uma cidade bonita, simpática e nela deve-se viver muito bem, mas daí a compararem-na com Veneza é um exagero “bairrista”!

Realmente Aveiro também tem canais: um “Grande Canal” que a liga diretamente à Ria, o Canal de São Roque paralelo a esta  e uns três mais pequenos que divergem do primeiro; as casas também não nascem da água e os moliceiros também não são “gôndolas”!

Porque não podemos comparar os moliceiros com as gôndolas? Por dois motivos antagónicos: as gôndolas são negras, soturnas, acolchoadas de cetim e percorrem os canais numa lentidão silenciosa; os moliceiros, esses, são coloridos, com ar gaiato de quem corre sem se preocupar com o que passa sobre os olhos dos turistas que neles embarcaram!

Sim a velocidade que o motor lhes permite, ao contrário do remo único do gondoleiro, fá-las correr de forma barulhenta os canais a que dão brilho...

AEE14F59-2B06-45C9-B133-C72AB5701CE6.jpeg

F1E03F8D-E6FD-47D4-B431-9D1354A91127.jpeg

06EEEB7F-4BFB-430B-A8C3-3CE0F40048FA.jpeg

7E23555E-84B5-4FD0-966B-FD7AF0389807.jpeg

 

 

tags:
publicado por naterradosplatanos às 20:03 | link do post | comentar | ver comentários (2)