"Eu sei um ninho"!

 

         

                                                                    

 

 

  Hoje tive cá o Sr Romeu, já não me lembra se já alguma vez falei nele. O Sr. Romeu é brasileiro, veio para Portugal há uns nove anos e apesar de ter um curso médio de silvicultura, não encontrou rumo no seu Brasil… Quando eu procurava alguém que me ajudasse nas tarefas mais árduas da horta e do jardim, tive a grande sorte de o encontrar! Além de muito prestável percebe do assunto e foi ele que me manteve o jardim durante um ano da minha ausência.

 

Hoje veio para me ajudar a instalar a rega gota a gota, na horta e nas laranjeiras… como o tubo que tínhamos não chegasse ele foi procurar o que faltava a uns antigos que eu tinha enrolado e dependurado numa oliveira. Senhora, venha ver, ouvi lá do fundo. Pensava eu que era para dar alguma opinião sobre o tubo mas não, era sim para ver este ninho de melro que vos mando!

 

Nessa altura a minha memória recuou mais de cinquenta décadas e vi-me junto a um silvado a onde o meu pai nos chamou para ver um ninho, um ninho de melro que me lembra ter três ovinhos azuis! Nunca me esqueceu como ficamos extasiados e recordo o meu pai a recomendar-nos para não fazermos barulho!

 

Mas a minha memória levou-me também ao livro de leitura, da então 4ª classe, onde havia um texto que tinha exactamente o título “Eu sei um ninho”  e agora é verdade, eu “sei um ninho” que está escondido nos tubos de rega que, há muito, enrolei e pendurei no ramo de uma oliveira…

 

 

publicado por naterradosplatanos às 18:15 | link do post