“Eu sei um ninho” (2)

 

 

Acho que merece ser publicado este poema de Miguel Torga que a Kátia me relembrou, mais a mais que a Fátima  me disse que os melros deixaram de ser espécie protegida!

 

Sei um ninho.
E o ninho tem um ovo.
E o ovo, redondinho,
Tem lá dentro um passarinho
Novo.

Mas escusam de me atentar:
Nem o tiro, nem o ensino.
Quero ser um bom menino
E guardar
Este segredo comigo.
E ter depois um amigo
Que faça o pino
A voar...

 

Miguel Torga

publicado por naterradosplatanos às 15:06 | link do post