Dia 12 - British Museum (1)

 

 

A 1ª vez em, 1968 foi com a minha irmã, depois a dois, depois com os filhos e agora de novo a dois. Todavia em nenhum das vezes fui com objetivos tão determinados.

A Sophie o Siamak ofereceram-nos o livro “The History of the world in 100 objects” o ano passado e 100 capítulos x 2 demoraram quase um ano a ler pois a sua leitura requer alguma reflexão em torno de cada um desses objetos.

Conforme fui lendo fui fazendo anotações e marcando aqueles que quereria ver numa próxima visita, visita que se concretizou agora.

Ora, como seria impossível ver todos eles, escolhi alguns, localizei-os nas salas do BM (maravilhosa ferramenta que é a internet) e hoje comecei a minha verdadeira visita. 

Sem pressas, no meio das multidões que há sempre, fui procurando  aquilo tinha selecionado, ao todo 19 peças que serão repartidas por dois dias de visita.

Para ficar aqui, para memória futura, hoje escolhi duas peças cuja história em que estiveram envolvidas me fascinou:

 

Flood Tablet 

Esta placa de argila datada entre 700 e 600 AC e encontrada no norte do Iraque está em escrita cuneiform e só em 1872 foi decifrada. O que  tem ela de espantoso? Ela relata simplesmente a história do Dilúvio tal como a Bíblia o fez chegar até nós, só que esse relato foi escrito 400 anos antes da história de que Noé é protagonista!!

 

07DBFB03-DCB2-456D-9A68-80848ADC4C3B.jpeg

http://www.britishmuseum.org/explore/a_history_of_the_world/objects.aspx#16

 

 

Statue of Tara

 

Foi encontrada no Sri Lanka e foi datada entre os 700 e os 900 anos DC, é uma estátua em bronze banhada a ouro e quase tamanho normal. O tronco está completamente nu e as vestes que cobrem a parte inferior  aparecem como que transparentes e coladas ao corpo, revelando assim as suas formas!

Tudo isto não teria a menor importância se a estátua tivesse sido feita para ser adorada como é usual!  Mas não, ela destinava-se a ser usada como um foco de meditação nas qualidades que ela personificava - compaixão e proteção... e agora vem o interessante, ela destinava-se a ser essencialmente vista pelos “padres” e monges de elites privilegiadas nos seus momentos de meditação* (!!)

 

8F0EBEB3-2C38-485C-B9F9-09207FF234BE.jpeg 

Interessante objeto de meditação!!  

http://www.britishmuseum.org/explore/a_history_of_the_world/objects.aspx#54

 

 * traduzido por mim dos “History of the World in 100 objects” p.296 ed. Penguin Books 

 

 

 

publicado por naterradosplatanos às 21:48 | link do post | comentar