Diário da minha “prisão”: 7.º Dia

 

O Tejo corre indiferente às nossas preocupações, a maré vai e vem sem se importar!

É preciso esticar as pernas (o que nos é permitido) e os caminhos estão vazios... as gaivotas também desapareceram!

 

3ADC5D16-D905-44A4-8BBC-7618018C8695.jpeg

9D06F7AD-8A43-4DB0-A113-0A6B5F829A22.jpeg

 

 

 

 

publicado por naterradosplatanos às 20:59 | link do post | comentar