”Diários do nada”(29): catching pick pockets

 

 

Andar de metro até lá para as nove e meia da manhã é difícil já que só nos resta encolher-mo-nos num qualquer canto e simultaneamente estar atenta à carteira...

 

Desta vez ou a senhora ia muito distraída ou então era uma mulher polícia “descaracterizada”, para apanhar algum carteirista que tivesse o costume de andar por aquelas paragens!

Vejam só como ela levava a carteira:

 

374FDC27-A437-4FB2-80F8-098939146DAA.jpeg

 

 

Estive vai não vai para lhe dizer: “minha senhora, desculpe, leva a carteira aberta!” 

Assim teria percebido se seria ou não. Realmente não o fiz porque a certa altura ela conseguiu um lugar, sentou-se, colocou a carteira no colo e não fez menção de a fechar! 

 

Fiquei pois convencida que andava por ali  para apanhar alguém em “flagrante delito”!

publicado por naterradosplatanos às 19:19 | link do post