Eu, do Nada...

Li o livro há poucos dias e porque me impressionou achei que devia escrever sobre ele tal como fiz com o Nomadland.

Gostei imenso! A Autora tem uma  forma muito interessante, peculiar direi, de dizer as coisas, de contar a história! O contexto histórico vem do passado até um quase presente... a história começa com as Invasões Francesas e termina no 25 de Abril. Geograficamente desenrola-se entre o espaço que começa nas fortificações das Linhas de Torres e estende-se até às portas de Lisboa.
É neste espaço que a história se desenrola, sempre conduzida pela linha familiar, terminando quando essa linha também termina.

As personagens, são filhas, mães, pais, avós, tios... família alargada que, com as vicissitudes das vidas, se vai estreitando, deixando o Eu na solidão do seu coração... um coração que abrigou amores muito diferentes e que a autora tão bem descreve!

 

O título “Eu, do Nada” é um título curioso pois aqui o "Nada" não é um pronome indefinido mas sim um substantivo!

Leiam que vão gostar*

 

68532460-6170-42CE-BB4B-A93EF23AA5D9.jpeg

   *Isabel Tallysha-Soares, "Eu, do Nada" - Coolbooks

publicado por naterradosplatanos às 11:55 | link do post