O Ali-bá- bá e os 40 ladrões ...

 

 

A Glória chegou a casa da minha avó quando ainda tínhamos idade para gostar de ouvir histórias de encantar...

Chegou um dia depois de almoço e lembra-me desse momento como se fosse hoje, tinha uma grande trança loira e pele muito branca, mas não me lembra se tinha olhos claros. Vestia uma saia verde pregueada e uma blusa cor de rosa estampada de branco... Vinha de Lisboa onde como muitas, foi servir ainda miúda, por isso era mais “letrada” do que o comum das empregadas.

Não é pois de admirar que eu e a minha irmã não a largássemos sempre que estávamos em casa da minha avó, o que acontecia quase sempre!

A Glória era assim para nós uma espécie de livro tipo “365 História de Encantar ”; sabia uma imensidade delas contadas sempre com ênfase nos momentos emocionantes... estou a ver-nos encarrapitadas no móvel da cozinha enquanto  ela lavando a louça nos fazia voar pelo imaginário... foi por ela que pela primeira vez ouvi contar a história do Barba Azul e a do Ali-bá-bá e os 40 ladrões!

 

Porque me lembrei hoje disto? Porque me cruzei com um Sikh, que seguia  no meu passeio... e o seu turbante cor de laranja me fez lembrar de quem pela primeira vez me “levou” a uma gruta cheia de tesouros..

D109D3C6-81D5-439F-87EC-7898DB0CA94B.jpeg

À Gloria devo muitos momentos de encantamento e sabendo que já partiu... relembro-a aqui com saudade!

 

publicado por naterradosplatanos às 15:26 | link do post