Pão de Ló


Ontem a GLOVO bateu-nos à porta e deixou-nos uma caixa e nela um grande Pão de Ló de Margaride, enviado por alguém que nos é muito querido!

Com ele vieram-me também memórias de infância...
Por esta altura, éramos nós meninas, todos os anos o meu pai recebia um enorme Pão de Ló, também de Margaride. Era um grande amigo que lho enviava e claro, fazia as nossas delícias já que então os bolos eram sempre feitos em casa. Nessa altura vinha (imaginem há quanto tempo foi!) pelos caminhos de ferro e numa caixa de madeira! Hoje vem numa bonita caixa de cartão em castanho e amarelo com um laço a condizer, e chega-nos à porta pelos modernos meios que a pandemia fez florescer!


2B260930-1108-41B1-B5A8-D57B4428BF0F.jpeg

 

publicado por naterradosplatanos às 19:49 | link do post