Quando a expectativa é grande... a desilusão é sempre maior!

 

Talvez quando da inauguração, ouvi referências a ele mas até hoje nunca tive oportunidade de lá ir ou talvez fosse por esquecimento...  

  dias ouvi de novo falar dele e assim neste domingo de manhã, por uma Lisboa ainda deserta, chegámos ao Campo Grande para ver o Jardim Bordalo Pinheiro inserido no conjunto do Museu da Cidade.

 

O jardim é um projeto da imaginativa Joana de Vasconcelos em colaboração com a Fábrica Bordalo Pinheiro e devia ter sido muito interessante... talvez até tivesse assim um ar de jardim mágico como o da Alice do País das Maravilhas, mas não hoje!

 

Porque digo eu que podia ter um ambiente mágico? Porque  foi essa a ideia da J V ao colocar, segundo as notícias da sua inauguração (2010), 1205 peças cerâmicas de grande tamanho (com ela tudo se faz em grandes dimensões) de animais e plantas da Coleção de Bordalo Pinheiro, no jardim de buchos que então já aí existia.

 

Talvez durante escassos meses tivesse sido mesmo o Jardim das Maravilhas da Alice, mas que hoje já o não é!

Folhas secas de muitos meses juncam o chão, os buchos por aparar e desmesuradamente altos escondem algumas das peças que restam, muitas delas já danificadas... uma desilusão!

 

Temos ideias, fazemos bem... mas não sabemos conservar, uma pena!

 

5D3A77ED-0265-467C-B3F2-30C6450E4781.jpeg

 

 O miserável aspeto do jardim...

02F99609-29CB-4143-A798-0C3E08BD51FB.jpeg

 

Algumas das peças de porcelana que ainda existem932BFD63-E8B6-4FDC-90BC-7EAEA6499F5A.jpeg

O caracol já sem corninhos!

5F975037-C3A7-46EA-A523-85F2A22B173C.jpeg

 

 

 

 

 

publicado por naterradosplatanos às 17:11 | link do post