Domingo, 01.12.19

I ❤️Dresden(2)

 

Depois de ter lido o comentário da Luísa apeteceu-me voltar a falar desta cidade que tanto me impressionou!

Cidades como esta, e as cidades são feita de pessoas, carregam em si, história recente e dolorosa! Gente há que  ainda viveu, (usando a expressão ligada aos terramotos), as “réplicas” dos bombardeamentos e o caos que se lhe seguiu... depois, 40 anos de  comunismo limitaram muitas vidas... o Muro caiu... mas por aqui ainda nem tudo são rosas!

A cidade a cada momento nos faz lembrar estas tragédias, que eu não vivi mas que as vejo patentes em cada rua, em cada lugar... e nos mostra, como gente resiliente a pôs de novo em pé e agora com um futuro de liberdade!

 

Talvez por isso eu posso dizer:  I ❤️ Dresden!

 

 

tags:
publicado por naterradosplatanos às 18:48 | link do post | comentar | ver comentários (1)

I ❤️ Dresden!

O comboio corre a 250km/h, Dresden e o Elba ficaram para trâs! Valeu bem a pena aquelas quase 7 horas de autocarro acrescidas de quase duas de espera em Nuremberg, para conhecer a cidade e o seu rio. Séculos  de história entre grandezas e sofrimentos fizeram dela o que é hoje! Grande parte deste hoje são trinta anos de trabalho rigoroso, de um colocar de  pedra sobre pedra, encaixando-as como que fazendo um quebra cabeças.

Foi após a queda do Muro que se fez grande parte da reconstrução do que, numa noite de Fevereiro de 1945, foi arrasado... a última delas foi a Igreja de Nossa Senhora, igreja protestante de enorme cúpula para a qual contribuíram donativos de todo o Mundo e que se acabou em 2005, 60 anos depois!

Na realidade é toda nova apenas pontuada aqui e ali por blocos que restaram de ruínas várias!


O que ficou de pé a negro e a pedra nova (acabado em 2005)

2AD2359A-2AD5-4CC3-84FF-81E024A7A24B.jpeg


Resto da cúpula resgatado dos escombros em1993. Na placa lê-se o relato de duas testemunhas que assistiram à sua derrocada...

C9C4F5B8-04DF-462C-8E31-1622DD2B18F6.jpeg

65045452-95E1-4921-A30A-3BE29D3985B2.jpeg

 

 

 

 

 

 

tags:
publicado por naterradosplatanos às 18:01 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Dresden e o roubo das jóias...

 

 

A semana passada todos tivemos notícia do roubo de jóias de um incomensurável valor, aqui em Dresden. Passei lá, no Royal Palace, e é difícil compreender como conseguiram cortar barras tão fortes e densas de uma janela que, como todos podem está ali à beira do passeio! Agora está assim e o Palácio fechado...

Como não percebo nada de alemão, logo não posso ler os jornais, não pude apurar mais nada. Sinto-me sempre frustrada por ficar limitada no conhecimento da vida do dia a dia!

(já algumas vez lhes disse que a secção de necrologia dos jornais nos permite saber muito da vida das pessoas?)


Uma janela fortemente gradeada, igual á que foi cortada e que está escondida pelo impermeável... certamente por dentro estará bem segura!

8AE13A8F-6480-4E1A-91EB-25B1035E2C9A.jpeg

4A28E9A0-7AC5-4FA5-A9D9-7DBD83277669.jpeg

 

 

tags: ,
publicado por naterradosplatanos às 12:57 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Sábado, 30.11.19

Dresden, onde quase tudo é novo!

Dresden é uma cidade muito interessante, o que é muito diferente de bonita!

Dresden é fruto de tempos de apogeu, de tempos de guerras várias, da sua destruição quase total em 1945, dos tempos do comunismo, dos tempos que são os de hoje e que começaram com a queda do Muro. Tudo isto se materializou nos edifícios que hoje a tornam interessante!

 

Os séculos 18 e 19 deram-lhe edifícios sumptuosos, a Ópera, Palácios Reais cheios de tesouros , Igrejas e Catedrais de confissões diferentes. 1945 encarregou-se de destruir tudo isto, mas a resiliência de muitos voltou a ergue-los e dos escombros voltaram ao que são hoje. A última reconstrução terminou em 2005, exatamente 70 anos depois de uma bomba ter  deitado por terra a cúpula da igreja protestante... quando as olhamos com atenção vemos no negrume das pedras o que resistiu e o que foi erguido pela vontade de muitos.

 

Depois há o que foi construído á pressa para abrigar os milhares de pessoas sem teto, assim nasceram os bairros comunitários das classes operárias, todos iguais sem vaidades, quero eu dizer só com o essencial: quatro paredes que lhe dão a forma de um paralelepípedo, um telhado e fiadas de janelas sem mais qualquer ornamento. Hoje na Alemanha unificada foram reabilitadas e têm ar de novos embora ainda tenha encontrado algumas a quem os benefícios da unificação não chegou...

 

Nos limites que então eram, em 1945, os da cidade de Dresden, o acaso poupou-os e por isso se vê como a cidade era rica mercê da industrialização: áreas de “villas” em sítios aprazíveis rodeadas de jardins, que então vieram a ser ocupadas pelos altos funcionários do governo e que se mantiveram relativamente bem conservados...

 

São estes três conjuntos, de três arquiteturas tão diferentes que tornam Dresden uma cidade tão interessante!

 

Esta fotografia  mostra bem o contraste entre os tempos recuados fruto de uma época de apogeu e o prático urgente do pós-guerra,

A8903B69-5957-479F-A33D-796BF488E5A0.jpeg

 

 

 

tags:
publicado por naterradosplatanos às 16:07 | link do post | comentar | ver comentários (2)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Novembro 2020

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO