Quarta-feira, 13.06.18

Polinizando...

No caso dos maracujás a Natureza não foi muito inteligente já que a parte feminina e a parte masculina  da flor estão de “costas voltadas”! Assim a polinização torna-se muito difícil se não houver abelhas e sobre tudo abelhões que pela sua dimensão consigam por o pólen  nos estiletes, que estão elevados em relação aos estames!

Como nem sempre os insetos são em número suficiente, os conhecedores aconselham que se faça uma polinização manual já que se as flores não forem fecundadas, caem ao fim da tarde!

Assim sendo, esta tarde eu fiz o serviço dos abelhões e por lá andei tirando polén de uma flor para a seguinte, desta para a outra é assim sucessivamente.

Para a semana repito a tarefa... lá para Outubro serei recompensada!

 

Aqui ficam as flores “passiflora”

3EDF20B8-7D8E-4CF7-BF14-287EFC47975D.jpeg

 

 

publicado por naterradosplatanos às 19:27 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Segunda-feira, 04.09.17

A safra dos maracujás...

Safra é um termo muito usado pelos brasileiros quando se referem a colheita e como o ouço muitas vezes da boca do Sr. Romeu, passou também a fazer parte do meu vocabulário.

Sim, este ano a safra dos maracujás no Areeiro, pese um dos pés ter secado por muitos dias acima de 40º e não por falta de água, tem sido muito boa: grandes e muitos.

Aqui fica uma pequena amostra:

image.jpeg

image.jpeg

publicado por naterradosplatanos às 13:16 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Quinta-feira, 03.09.15

No Areeiro, os maracujás e o castanheiro coabitam!

Já não será o jardim do Éden que já foi mas ainda tem algumas dessas "propriedades" pois só assim se compreende que o castanheiro das terras altas e frias coabite no mesmo espaço com pés de maracujás, planta de países tropicais e subtropicais!

 Quando nos mudamos para o Areeiro, alguém muito querido, trouxe-nos uma pequena planta dos Açores que cresceu, cresceu e fez uma enorme latada. Uns anos mais tarde e com grande tristeza minha via definhar e não tivesse eu semeado algumas sementes teria perdido a sua qualidade.

Já lá vão trinta anos, e ao longo deste tempo o espaço da minha parcela foi-se alargando e hoje a parede virada a Sul está coberta deles. A rega gota a gota dá-lhe a humidade que o clima alentejano nunca lhe poderia dar e com o meu cuidado constante a produção tem sido enorme!

 

Aqui estão eles:

 

image.jpg

image.jpg

image.jpg

publicado por naterradosplatanos às 21:57 | link do post | comentar | ver comentários (5)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Agosto 2019

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
23
24
26
27
28
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO